104 views 6 mins

Democracia despedaçada

em Opinião
terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Benedicto Ismael Camargo Dutra (*)

O descontentamento e a insatisfação se opõem à gratidão, gerando um péssimo ambiente.

A democracia foi perdendo eficácia quando a esperteza para manter o poder superou qualquer tentativa de impor os valores humanos na linha de frente, e tudo prosseguiu na lógica de aumentar o poder de mando que também se fundamenta no poder econômico. Desde longa data os humanos se tornaram individualistas, incapazes de desenvolver um projeto para o bem geral; o que conseguiram foi criar o fracassado comunismo que restringe a lei natural do movimento, e despedaçar a democracia com o salve-se quem puder.

Os mesquinhos desejos humanos geraram o sistema egoístico que, longe de atentar para a ação destrutiva, visa à satisfação própria, mesmo causando danos a outros. Os objetivos de aprimoramento foram suplantados com a colocação da riqueza e poder como o grande alvo dos materialistas. E tudo se complica com o apagão mental das massas que se deixam plasmar pelas baixarias e viver sem propósitos elevados. Nessas condições, nenhum sistema de governo pode prosperar.

Com a desesperança e vontade fraca, surge a insatisfação com a vida – um dos mais negativos aspectos do ser humano, que denotam vaidade, orgulho, inveja e desconfiança. O descontentamento e a insatisfação se opõem à gratidão, gerando um péssimo ambiente ao redor, impedindo a entrada da luz da alegria espontânea de viver. Pela ação da lei da atração da igual espécie a pessoa descontente recebe um reforço em seus sentimentos e contribui para a formação de constelações de emoções e pensamentos de insatisfação, desarmonizando o ambiente e que se precipitam sobre outras pessoas que também cultivam o descontentamento.

O grande poder da vida está no poder das leis da Criação – o grande poder que contém a Vontade Criadora de Deus, o mais importante saber para o ser humano que, desastradamente, não se conscientizou de que no reconhecimento e respeito a essa vontade está o segredo da vida. As Leis da Criação que conduzem a Energia Criadora que a tudo sustenta, também são chamadas de leis naturais, ou leis universais, ou leis cósmicas, e atuam com toda amplitude em todas as dimensões, visíveis ou não aos nossos olhos. Através delas, o livre arbítrio tece os destinos dos indivíduos e da humanidade como um todo.

O Brasil entrou em regime de austeridade para superar a crise da dívida dos anos 1980, e aí complicou mesmo, pois tudo o mais foi postergado. O poder foi entregue aos sem preparo, e fomos perdendo terreno com o congelamento do preço do dólar, e a indústria e a educação foram despedaçadas. Precisamos de algo novo que recupere a capacidade da mão de obra, pois as despesas superam a arrecadação e as contas externas ultrapassam as exportações.

O cenário é desesperador para 2018, consequência de décadas sem um projeto sério de melhorar o país em todas as direções, a começar pela educação. Os problemas do eleitorado no Brasil são o despreparo continuado e a falta de credibilidade da classe política. Apesar disso, não faltam candidatos que se afastam do poder executivo para concorrer e continuarem na situação privilegiada, enquanto o país vai sendo entregue para quem der mais.

O mundo está inquieto em todos os continentes. O rumo está sendo perdido. A evolução ficou travada, a miséria cresceu, as criaturas sufocaram a sua essência. Brigam entre si e logo estarão guerreando, sem se esforçarem por entender o sentido da vida à luz da verdade. O ano de 2018 vem carregado de energia renovadora impulsionada pelo poder das leis da Criação.

Vamos estudá-las para compreender o seu significado e assim, brevemente reconheceremos e cumpriremos a verdadeira finalidade da existência. Mas temos de nos livrar da insatisfação e do ódio, se é que desejamos evoluir e ser feliz.

(*) – Graduado pela FEA/USP, coordena os sites (www.vidaeaprendizado.com.br) e (www.library.com.br). É autor dos livros: Nola – o manuscrito que abalou o mundo; 2012…e depois?; Desenvolvimento Humano; O Homem Sábio e os Jovens; O segredo de Darwin – Uma aventura em busca da origem da vida (Madras Editora). E-mail: ([email protected]).