118 views 4 mins

Segurança Digital: o que a sua plataforma precisa ter para vender bem

em Negócios
terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

O vazamento de dados que ocorre devido ao baixo investimento e regulamentação em segurança cibernética vem crescendo substancialmente no Brasil. De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa estadunidense Tenable, 984,7 milhões de dados foram vazados no país, o que representa 43% dos terabytes em todo o mundo.

A segurança digital é um aspecto importante para qualquer negócio que lida com informações sensíveis, transações onlines ou operações digitais. Com a implementação da LGPD e a democratização da informação sobre os riscos cibernéticos, essa segurança não é apenas uma vantagem competitiva, mas também uma necessidade básica para qualquer empresa que deseje prosperar no mercado atual.

Levando em consideração a importância do assunto, Bruno Rodrigues, superintendente de Prevenção à Fraudes e Operações de Pagamento da iugu, plataforma de serviços financeiros para gestão de caixa e automatização de meios de pagamento, separou algumas dicas sobre quais processos sua empresa precisa implementar para vender bem e com segurança.

  1. – Regulamentação – Antes de qualquer coisa é preciso estar atento às regulamentações de segurança. A LGPDs entrou em vigor em 2020 com o intuito de regulamentar o tratamento de dados pessoais por parte de organizações públicas e privadas, estabelecendo regras sobre a coleta, armazenamento, processamento e compartilhamento desses dados. “Para a segurança dos clientes e também da própria empresa é preciso investir em uma plataforma que esteja em conformidade com a legislação, para que o cliente não seja lesado, visto que o vazamento de dados pode atrapalhar a sua imagem e reputação perante ao mercado, podendo haver até casos de processos e multas”, comenta o superintendente.
  2. – Proteção completa – É importante investir em uma plataforma que esteja pronta para receber qualquer tipo de ameaça, como vírus, malware e phishing. Em um estudo realizado pela Kaspersky, empresa de segurança, foi possível perceber que os cibercriminosos criaram em média 411 mil novos malwares por dia em 2023. Dessa forma, é importante manter a plataforma sempre atualizada para se proteger contra as últimas ameaças e vulnerabilidades.
  3. – Interface Intuitiva e compatível – Uma interface de usuário intuitiva com uma variedade de sistemas operacionais, formas de pagamentos e dispositivos, garante uma experiência sem complicações para os clientes. Além disso, oferecer opções de personalização das configurações de segurança conforme as necessidades específicas de cada um, mantém um equilíbrio entre segurança e desempenho e, quanto mais opções, maior é sua gama de consumidores, fazendo com que você consiga englobar mais públicos para a sua empresa.
  4. – Monitoramento constante – Criar relatórios de monitoramento pode ser interessante para aumentar a transparência e confiança de seus clientes perante a marca. Assim, eles conseguem acompanhar e compreender melhor as atividades de segurança que a empresa propõe. Ofereça também, em caso de dúvida, um suporte técnico ágil para resolver quaisquer problemas relacionados à segurança.

“Uma simples falha na segurança pode resultar em perda de dados, danos à reputação da empresa, multas por violações regulatórias e até mesmo perda de clientes. Portanto, investir em uma plataforma de segurança digital robusta não apenas protege os dados dos clientes, mas também fortalece a confiança deles na marca, o que é essencial para o sucesso a longo prazo no digital”, explica o executivo. – Fonte e mais informações: (https://www.iugu.com).