Pequenas empresas: 25% delas estimam perder 80% do faturamento

De acordo com a startup vhsys, que fornece sistema de gestão empresarial na nuvem, 25% das pequenas empresas brasileiras estimam perder mais de 80% de seu faturamento nos próximos meses. Outros 26% preveem uma queda entre 50% e 80%. Em São Paulo, epicentro da doença no Brasil, 28% das pequenas empresas ouvidas já perderam mais de 80% no faturamento e 82% acreditam que vai demorar mais do que três meses para a situação começar a se normalizar.

Os números têm relação direta com as medidas de distanciamento que foram aplicadas no estado, além da desaceleração do consumo devido à crescente taxa de desemprego. A startup convidou mais de 10 mil clientes de todo o país, extraídos de sua base de dados. Segundo a nova sondagem, o pessimismo aumentou: cerca de 83% acreditam que a crise vai durar ainda mais três meses, terminando em agosto. Na primeira estimativa, em esse número era de 46% – praticamente a metade.

A estimativa de corte no quadro de colaboradores aumentou 22% no comparativo com março, e a previsão de corte de gastos aumentou 15%. A boa notícia é que a percepção de que o negócio precisará fechar as portas por um tempo diminuiu 27%, o que mostra que muitas pequenas empresas já retomaram suas atividades presencialmente ou investiram na venda online. De acordo com Reginaldo Stocco, CEO da vhsys, os números mostram que as empresas que tinham uma reserva financeira conseguiram adaptar o modelo de negócio e ganharam um respiro.

“Sabemos que muitas pequenas empresas não puderam aguentar a crise e fecharam suas portas definitivamente, mas muitas delas ainda estão lutando para conseguir superar esse momento difícil. Agora é possível pensar num planejamento adaptado à nova realidade, olhar para frente com mais sobriedade e analisar possibilidades para manter o negócio em pé. A queda no faturamento é uma realidade global e todos os pequenos negócios precisarão somar esforços para enxugar ainda mais as despesas”, explica.

O nível de insatisfação dos pequenos negócios em relação às medidas que os governos estão tomando aumentou. Em março eram 45% e agora são 51% insatisfeitos. Apenas 6,7% dos pequenos empreendedores acreditam que os governos estão fazendo um bom trabalho. Em março, esse número era de 11%.

Fonte e mais informações: (https://vhsys.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap