55 views 3 mins

Como proteger os negócios das FakeNews financeiras

em Negócios
segunda-feira, 01 de abril de 2024

Enquanto o mundo celebrou o Dia da Mentira com suas brincadeiras inocentes, uma ameaça muito mais séria ronda o cenário financeiro: as fake news. Em um contexto de crescente digitalização, os ataques cibernéticos têm se sofisticado, transformando as informações sobre investimentos em um terreno perigoso onde as notícias falsas ganham cada vez mais espaço.

Para se ter uma ideia, de acordo com dados divulgados pela PWC em Janeiro de 2024, cerca de 68% dos CEOs brasileiros relataram que suas empresas já sofreram perdas financeiras devido a fake news. Somado a isso, um outro estudo aponta que o número de ataques cibernéticos com foco em informações financeiras cresceu 45% neste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo Evandro Alexandre Ribeiro, especialista em cibersegurança da Avivatec, empresa de consultoria especializada em negócios, “é fundamental que as organizações permaneçam vigilantes contra as armadilhas digitais que podem ameaçar a integridade financeira. É essencial verificar sempre a fonte das informações financeiras antes de tomar decisões importantes”, ressalta.

O aumento exponencial dos ataques cibernéticos, combinado com a proliferação descontrolada de DeepFakes, tem colocado organizações em estado de alerta, lutando para salvaguardar seus negócios e reputações. Segundo dados da Check Point Research, os ataques cibernéticos globais cresceram 8% no segundo trimestre de 2023, atingindo o maior volume em dois anos. No Brasil, a situação é ainda mais alarmante, com o país representando 20% dos usuários da plataforma Impressions, especializada em DeepFake.

“Nesse tabuleiro digital, é crucial que as empresas se protejam. Isso inclui o uso de ferramentas de segurança cibernética para proteger os dados da empresa, investimentos constantes em tecnologia para manter-se atualizado sobre as últimas tendências em cibersegurança e educação financeira, mas principalmente ter uma cultura organizacional preparada para enfrentar essas adversidades.” comenta o especialista em cibersegurança da Avivatec.

Em meio ao panorama desafiador das fakenews financeiras, é consenso entre os especialistas que as empresas precisam adotar uma postura proativa em relação à proteção. Além disso, é essencial estabelecer protocolos claros para lidar com potenciais ameaças cibernéticas, capacitando os funcionários a identificar e relatar possíveis tentativas de fraude.

“A conscientização sobre os perigos das fake news financeiras é uma arma poderosa na defesa contra essas ameaças. Os líderes empresariais devem estar atentos às tendências emergentes em cibersegurança e colaborar para desenvolver estratégias eficazes de proteção. Ao adotar uma abordagem proativa e multifacetada, as empresas podem fortalecer suas defesas contra as armadilhas digitais e manter sua integridade financeira não só no Dia da Mentira, mas além.” conclui. – Fonte e outras informações: (https://www.avivatec.com.br).