Cuidados no retorno ao trabalho no pós-pandemia

Após a estipulação do isolamento social como forma de prevenção contra a pandemia da covid-19, algumas cidades e estados do Brasil já sinalizam para uma flexibilização e retomada gradual das atividades econômicas. No entanto, para a professora de administração da Faculdade Presbiteriana Mackenzie Rio, Nayara Cardoso, para que o retorno ao trabalho seja realizado de maneira eficaz e segura, as empresas e profissionais precisarão redobrar cuidados, cumprindo regras e orientações rígidas de autoridades sanitárias e criando novos hábitos para lidar com o chamado “novo normal”.

Confira, a seguir, as dicas da professora para retomada ao trabalho neste cenário de pandemia:

• Rever os processos de trabalho, ou seja, o alinhamento dos fluxos para que fiquem mais inteligentes e adequados ao ‘novo normal’. Realização de treinamento, capacitação e conscientização. Estamos falando de mudança de comportamento e segurança para a saúde de todos.
• Criar uma campanha ou jornada de comunicação, com maior uso da comunicação interna virtual, via e-mail, mensagens e redes internas para orientar funcionários sobre ações de prevenção contra a doença.
• Fornecer equipamentos de proteção aos funcionários, como máscaras, por exemplo.
• Fornecer orientações sobre cuidados no uso de ambientes compartilhados e coletivos na empresa, como copas, banheiros, salas de reuniões, etc.
• Se possível, estipular uma flexibilização do regime presencial, intercalando com dias de trabalho em home-office e revezamento entre funcionários no primeiro momento de retorno às atividades.
• Reorganização das estações de trabalho, mudança de layout em toda a empresa para uso dos colaboradores e clientes, aderindo à distância de segurança necessária para prevenção contra a Covid-19. Gestão eficiente do espaço físico e do fluxo de pessoas.
• Disponibilização de recipientes com álcool em gel 70%, distribuídos em partes diversas do local de trabalho
• Higienização regular do espaço de trabalho e, sobretudo, de itens pessoais como telefones, computadores, etc.
• Garantir que os itens de limpeza e higiene estejam facilmente acessíveis a todos.

Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie/Rio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap