Como será Dia dos Namorados com a pandemia?

  • Save
A data precisará se adaptar ao cenário causado pelo novo coronavírus.
Foto: espalhafatos.com/reprodução

O Dia dos Namorados, comemorado no próximo dia 12, será diferente este ano, mas não menos emocionante. A data típica do calendário comercial brasileiro precisará se adaptar ao cenário causado pelo novo coronavírus, assim como os consumidores irão fazer uso de novas formas de compras.

O Consultor de Varejo Marco Quintarelli (*) separou algumas dicas para o consumidor encontrar presentes com preços acessíveis, e para o comércio como aumentar o faturamento neste período, utilizando, principalmente, as ferramentas online como estratégia de vendas.

. Vendas online como diferenciais – As lojas que possuem canal virtual saem na frente na busca do consumidor durante a pandemia. Incluir condições diferenciadas de pagamentos será importante para aumentar as vendas, como por exemplo: frete grátis, entrega rápida, personalização do presente e parcelamento das compras.

. Jantar em casa – Os tradicionais jantares românticos fora de casa também não poderão ocorrer devido à pandemia. O serviço de entrega (delivery) de alimentos teve um boom desde o início da quarentena, e a alta procura vai continuar. Uma dica para cativar o cliente é ir além da entrega. Leve a experiência do restaurante para a casa das pessoas com um brinde especial ou uma carta

. Parcerias – Uma dica é fazer parcerias de negócios para a data. Um restaurante pode se unir a uma floricultura ou uma empresa de decoração de eventos, por exemplo, para caprichar no clima de romance.

. Pesquise preços – Pesquise bem os presentes que deseja comprar em mais de um site, pois a diferença de preço pode ser bem alta. Há sites, inclusive, que servem justamente para comparar preço.

. Saiba quanto pode gastar – Esse é o primeiro passo para não sair endividado. Organize os gastos fixos do mês, e veja o que irá sobrar. Você precisa estabelecer um valor máximo que será destinado às compras.

. Saiba onde comprar – Antes de comprar, verifique a reputação da loja que está anunciando o produto. A dica é pesquisar redes sociais oficiais, comentários de antigos clientes e até a reputação da loja em sites específicos de reclamação. Veja se ela está na lista do Procon de sites fraudulentos. Além disso, busque pelo certificado digital de segurança e só compre se tiver certeza de que não se trata de um golpe.

(*) – Com MBA em Varejo pelo Coppead-UFRJ, extensão University of San Diego, pós em marketing pelo IAG-MASTER PUC-Rio, é sócio-fundador diretor da Abmapro – Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (http://marcoquintarelli.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap