Comércio online: aumento das vendas é tímido em relação ao potencial

Com lojas físicas fechadas há meses, a pandemia do coronavírus acelerou uma tendência mundial que já se manifestava no país nos últimos anos: o crescimento do comércio eletrônico em todas as regiões. Levantamento da Camera-e.net mostra aumento de 13,4% no comércio pela internet no Brasil, em relação ao mesmo período do ano passado, e de 24% na receita.

Apesar dos números positivos, acelerados pelas condições impostas pela pandemia, o crescimento das compras pela internet ainda é tímido em relação ao potencial a ser explorado, segundo Rodrigo Schemann, diretor de vendas da fintech global Unlimint no Brasil. “Estamos falando de R$ 1,5 trilhão movimentados em crédito e débito no país. Se retirarmos as companhias aéreas, o volume de e-commerce fica entre R$ 150 e R$ 200 bilhões. Ou seja, temos um oceano para navegar porque o e-commerce ainda é muito embrionário no país”.

Mesmo com a redução dos casos de COVID-19 devido à vacinação em massa, espera-se que o crescimento do comércio eletrônico continue. Segundo a ACI WorldWide, o crescimento das transações instantâneas no país, nos próximos cinco anos, deve aumentar em torno de 25% ao ano. “Esse foi um dos motivos que levou a Unlimint a abrir um escritório no Brasil. Há um grande potencial de crescimento e oportunidades”, diz. Entre as maiores dificuldade, está a falta de confiança dos clientes para as compras online.

Com a expansão dos meios de pagamento e mais segurança nas transações, o mercado tende a conquistar adeptos fiéis. Para minimizar os riscos e aumentar a segurança do comércio online, Schemann chama a atenção para a introdução do 3DS 2.0, protocolo de autenticação multifatorial usado para confirmar a identidade digital durante o checkout. Este protocolo já é usado ativamente na Europa e na Ásia, e a Unlimint espera introduzi-lo na América Latina em breve.

“É um mecanismo de autenticação durante uma compra online que elimina a possibilidade de fraude por meio de uma confirmação adicional com o titular do cartão no momento da compra. Ao mesmo tempo, torna o processo de autenticação rápido, com maior precisão de autenticação. De acordo com estudo de caso da Visa, graças ao 3DS 2.0, os portadores de cartão experimentam 40% menos fraude, e os comerciantes podem esperar até 66% menos taxas de abandono do carrinho”, finaliza Schemann. Fonte e mais informações: (www.unlimint.com).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap