88 views 2 mins

Rio de Janeiro sentirá mudanças na segurança em até 4 meses

em Manchete
sexta-feira, 09 de março de 2018
Tânia Rêgo/ABr

Tânia Rêgo/ABr

Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, se reuniu com a bancada parlamentar fluminense.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse na sexta-feira (9) que as mudanças na segurança pública devem ser sentidas pela população do Rio de Janeiro em até quatro meses. Jungmann participou de uma reunião com parlamentares fluminenses na Escola Superior de Guerra e explicou que o prazo é uma estimativa do interventor federal na segurança do estado, general Walter Braga Netto.
“Ele me disse que, num espaço de até quatro meses, serão sentidas as mudanças pela população. Isso não quer dizer que terá passe de mágica”, disse o ministro. Segundo Jungmann, as mudanças serão graduais, e “existem razões para esperança”. O ministro defendeou as ações integradas na Vila Kennedy e avaliou que servem como um piloto do que será feito em outras favelas do estado e mostram resiliência das forças de segurança contra o crime organizado.
“Não adianta nos desafiar, porque temos disposição de continuar”, afirmou o ministro. “É um recado de que não vamos desistir. Estamos determinados e vamos até o fim”, enfatizou. Os parlamentares participantes integram a comissão externa criada na Câmara para acompanhar a intervenção federal em seu planejamento, sua execução e seus desdobramentos.
Integrante da comissão, o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) disse que os parlamentares questionaram qual era o planejamento da intervenção e os métodos que seriam utilizados, assim como o orçamento previsto. Seundo Molon, Jungmann respondeu que essas informações seriam prestadas em breve ao grupo. O deputado elogiou a proposta de combate à corrupção policial e sugeriu alterações legislativas para aprimorar as corregedorias, o que, na visão dele, permitiria que as mudanças permaneçam. “É preciso tornar a ação sustentável ao longo do tempo”, afirmou (ABr).