Nomes para Itamaraty e Meio Ambiente estão “maduros” e podem sair hoje

Nomes temproario
  • Save

Bolsonaro ressaltou que o ensino superior será mantido no Ministério da Educação.

Foto: José Cruz/ABr

O presidente eleito Jair Bolsonaro disse ontem (13) que os nomes para os ministério do Meio Ambiente e de Relações Exteriores estão “maduros”. Ele não informou quais são os cotados nem os perfis, disse apenas o que espera de cada um. Até o final deste mês Bolsonaro espera fechar sua equipe ministerial. Também ressaltou que o ensino superior será mantido no Ministério da Educação.
Questionado sobre alguns nomes postos, como o do advogado Gustavo Bebianno para a Secretaria-Geral da Presidência, ele foi taxativo: “O que não foi anunciado, não foi fechado”. No caso do Meio Ambiente, ele afirmou que há duas alternativas em análise e que devem atuar para destravar “as licenças ambientais têm atrapalhado muito a questão no Brasil”. Para o presidente eleito, não há preferência sobre o sexo do futuro chanceler, mas reconheceu que será um diplomata de carreira.
Bolsonaro elogiou o deputado federal Luiz Henirque Mandetta (DEM-MS), mas não o confirmou para Saúde. “Ele é muito bem quisto grande parte dos médicos do Brasil, deixou um rastro de bons serviços no Mato Grosso do Sul”. Questionado sobre o Ministério de Minas e Energia, Bolsonaro afirmou que é preciso “agregar valor ao que produzimos” e buscar parcerias.
“Fazer parceria com quem quiser fazer conosco, não podemos ser apenas um fornecedor de commodities”. Segundo ele, o futuro ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, terá pela frente o desafio de incentivar e estimular pesquisas. Bolsonaro confirmou que pode participar do encontro de governadores, organizado para hoje (14), em Brasília, do qual 18 dos 27 confirmaram presença. A organização foi do governador eleito de São Paulo, João Doria. “Nós não vamos decepcionar os governadores”, afirmou.
Questionado se, em Brasília, ele terá dificuldades de sacar dinheiro no caixa eletrônico, como fez nos últimos dias no Rio de Janeiro, Bolsonaro reagiu com bom humor. “Fui tirar dinheiro para mim. Eu sempre tive de tirar dinheiro no caixa” (ABr).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap