154 views 10 mins

Vantagens x Desafios do mercado de beleza em 2022

em Manchete Principal
sábado, 01 de janeiro de 2022

Não é novidade que durante o período de pandemia, todos os setores de trabalho sofreram consequências e precisaram se reinventar para sobreviver. Por exemplo, quando falamos do setor de beleza, segundo estimativas da Associação Brasileira de Salões de Beleza (ABSB), mais de 357 mil salões no país já foram à falência desde o início da pandemia.

Os salões de beleza estão entre as empresas que mais resistiram e inovaram durante o período de crise sanitária. Para se ter ideia, segundo a 12ª pesquisa de Impacto da Pandemia do Coronavírus nas Micro e Pequenas Empresas, realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), 70% dos espaços de atividades de beleza funcionam hoje com adaptações por conta da pandemia.

Para Luiz Ferraz, fundador do centro de beleza, estética e clínica médica DUO+, este ainda foi um ano atípico nos negócios, mas que está melhorando aos poucos. “No início do ano foi complicado, já que ficamos três meses de portas fechadas trabalhando com processo de contingência e atendendo nossos clientes em suas casas, além de termos noventa dias praticamente com um faturamento reduzido e o desempenho caindo.

No meio do ano, as coisas começaram a alavancar novamente, mas logo estagnou. No último mês as coisas têm começado a aquecer novamente, aos poucos. O setor da beleza não teve a retomada que outros setores tiveram, como de restaurantes e eventos. No salão de beleza, ainda não senti a alavancada total que outros setores já estão presenciando”, diz.

O que se espera para 2022 é que, com a vida começando a voltar ao normal, as pessoas estarão mais nas ruas e o mercado de beleza conseguirá dar uma alavancada maior. “Eu vejo que, aos poucos, as coisas têm começado a acontecer novamente. Sempre com todos os cuidados necessários, mas sinto que o mercado vai voltar a dar uma guinada.

Como perdemos muitos negócios no mercado da beleza, parece que cada vez mais iremos presenciar a união de marcas de salões – se fortificando uma com a outra, realizando um aspecto de gestão compartilhada, pensando sempre em como o setor da beleza foi e continua sendo afetado durante a pandemia”, entende Luiz.

O próximo ano será cheio de inovações para o setor da beleza. Pensando nisso, o empreendedor explica sobre as principais vantagens e desvantagens que o mercado da beleza deve encontrar em 2022. Confira:

  1. Os negócios do setor estarão mais unidos – Neste ano, os salões de beleza encontram um movimento de final de ano muito abaixo do que o normal. O próximo ano deve ser um momento de guinada para o setor. Em 2022, o mercado dará uma aquecida. Mas o que vai trazer uma fortaleza para os salões de beleza, são aqueles que estão se unindo uns com os outros. Em termos de consultoria, fusão e muitas coisas, sinto que isso já está virando uma tendência para o mercado brasileiro.

Como as marcas de salão estão diminuindo, as que estão ficando irão se unir mais. Até mesmo a concorrência desleal vai começar a diminuir, já que é nesses momentos de luta que aparecem as maiores soluções para o mercado.

  1. O mercado precisa se reinventar para voltar a crescer – O que os setores aprenderam durante a pandemia é que um negócio não consegue mais sobreviver sem se reinventar. Eu não sei se ainda consigo enxergar um crescimento no mercado para o próximo ano, mas consigo ver uma remodelagem dos negócios de salões de beleza. Acho que os próximos anos serão de muita transformação, pois o mercado é o consumidor, e o comportamento deles mudou.

Com isso, automaticamente as empresas terão que se modelar e remodelar para poder fazer parte da vida do consumidor. Então, acredito que, no próximo ano, o setor irá sofrer mais um processo de transformação do que de crescimento. Esse crescimento será colhido mais na frente, mas somente para aqueles que estão realmente antenados com a nova tendência que está surgindo.

  1. Os profissionais precisam entender o novo comportamento do consumidor – O período de pandemia transformou as pessoas, com isso o comportamento dos consumidores também acabou mudando. Os clientes buscam uma liberdade maior. Uma liberdade de existência, não querem mais estar tão fixos, por exemplo, tendo que estar todas as semanas dentro de um salão de beleza. Eles estão procurando, cada vez mais, serviços para que possam se cuidar de dentro de casa, com baixa manutenção.

Então, para o ano que vem, os profissionais do setor da beleza precisam começar a entender o novo comportamento do cliente. Acho que será um ano em que estaremos mais colhendo informações do que realmente agindo. Após entender essas mudanças que os negócios podem se reinventar e voltar a crescer.

  1. O setor precisa recorrer ao cliente – Para Luiz, a melhor forma de se reinventar é recorrer ao seu cliente. Entender os clientes que você já tem hoje na sua base, até mesmo a equipe que você já tem, ajudará a entregar as atividades com um alvo certeiro. Se hoje nós já temos o entendimento de que o comportamento do cliente mudou, precisamos entender pra que lado, que tipo de serviço ele está buscando, que tipo de corte ele está buscando e qual o tipo de tratamento ele quer.

É preciso estudar mais a fundo os consumidores, justamente para que os negócios sejam capazes de se modelar aos seus novos gostos. Acho importante entendermos que reinventar e inovar nada mais é, principalmente, entregar o que o cliente busca.

  1. Estude o seu negócio – Para as pessoas que desejam iniciar no mercado da beleza no próximo ano, a principal dica é estudar muito bem a localização do novo negócio e ver todas as parcerias que podem ser feitas para já começar com movimento.

Quando falamos de salão de beleza, é importante trazer cabeleireiros parceiros que façam sentido para a sua marca, não apenas como um número de faturamento, mas aquele que busca os mesmos valores que o seu negócio e que vai te ajudar a somar e crescer.

É necessário pensar muito bem na geolocalização que o negócio estará inserido e nas parcerias também. Tudo tem que ser algo que traga benefício para o negócio e na formatação da equipe.

  1. Olhe para o bem-estar do seu cliente – Um modelo de negócios que deve ser aderido pelos donos de salão de beleza nos próximos anos, é a junção entre clínica médica e salão. Isso é pensar não só no estético do cliente, mas no bem-estar também.

Além disso, acaba sendo uma vantagem competitiva de se ter. Uma vez que o cliente não está consumindo com tanta frequência no salão, ele pode estar na clínica médica. Esse é um comportamento que deve receber atenção. Normalmente, o cliente que busca um salão de beleza, também vai buscar e querer ter um cuidado a mais na clínica.

Quando entregamos várias soluções para o cliente, ele fica com você. Dessa forma, você entrega diferentes tipos de soluções para o momento ideal do cliente e isso é uma vantagem para se ter dentro de um salão, conclui Luiz Ferraz. – Fonte e mais informações: (https://maisduo.com.br/).