Realidade Aumentada: fatos mostram por que o comércio imersivo veio para ficar

A Realidade aumentada está revolucionando as compras online, transformando-as em uma experiência imersiva. A melhor parte? Você pode tentar você mesmo, usando a câmera do seu smartphone. Estudo recente do Snapchat revela que a geração Z está na vanguarda desse salto tecnológico, em busca de recomendações interativas e personalizadas.

A tendência já foi adotada por marcas no Brasil como Magazine Luiza, Adidas, L’oreal, Estee Lauder, Renner, Calzedonia, e Jacob & Co. O relatório do Snapchat “Geração Z em 2022: Cultura, comércio e conversas no Brasil”, mostra que existem alguns aspectos-chave do boom de compras de realidade aumentada.

  • 1. Uma tendência global para as novas gerações – As medidas de distanciamento social durante a pandemia aceleraram o crescimento do e-commerce, e a falta de acesso aos produtos nas lojas físicas levou as marcas a implementarem soluções tecnológicas, como experiências de provador virtual usando realidade aumentada.
  • Save
eternalcreative_CANVA

Hoje, o alcance é impressionante: mais de 100 milhões de pessoas no mundo atualmente fazem compras usando realidade aumentada, segundo dados da Deloitte. Na vanguarda estão os adolescentes e jovens entre 13 e 24 anos – nativos digitais que nasceram e cresceram com a tecnologia à mão, conectados à internet. O estudo do Snapchat mostra que 93% está interessado em usar realidade aumentada para suas compras.

Além disso, 80% dos entrevistados acreditam que realidade aumentada facilitará suas vidas. Isso sugere que há amplas oportunidades para o comércio de realidade aumentada crescer no Brasil nos próximos anos. A geração Z já está dando o salto para a idade adulta e se juntando à população economicamente ativa. Segundo o IBGE, 24% da população brasileira é formada por GenZs.

  • 2. Não apenas lentes, mas experiências interativas – Realidade aumentada permite que as marcas ofereçam experiências de compra online nunca antes vistas e essa tecnologia coloca o consumidor de volta no centro da experiência de compra.

Qualquer pessoa com acesso a um smartphone pode interagir, experimentar e comprar produtos usando uma lente simples. O relatório do Snapchat revela que 90% dos Gen Z’ers estão interessados em usar lentes de realidade aumentada para experimentar maquiagem ou roupas de seus smartphones.

Um dos exemplos mais bem-sucedidos dos últimos tempos foi a Christian Dior lançar seus novos modelos de tênis B27 e permitir que Snapchatters os experimentassem a partir de suas câmeras de celular usando realidade aumentada. Essa lente gerou 2,3 milhões de visualizações orgânicas, impulsionando as vendas para o site da Dior.

  • 3. Criar uma conexão direta entre a marca e seu público – Mas não se trata apenas de vendas; não há limite para o que realidade aumentada pode fazer. Desenvolvedores e marcas estão cada vez mais criativos para interagir com seus públicos de forma única, inspiradora e divertida.

Para você ter uma ideia do alcance, o estudo do Snapchat relata que 72% da Geração Z interage com as marcas digitalmente mais agora do que antes da pandemia. Para Max Rivera Global Commercial Expansion at Snap Inc., realidade aumentada tem o poder de melhorar o ambiente ao nosso redor e mudar a maneira como o experimentamos.

“O que estamos vendo é que o que começou como uma forma divertida de se comunicar e compartilhar, se tornou uma das ferramentas mais inovadoras que as marcas têm hoje à sua disposição para se conectar com seus públicos. É um novo mercado para negócios e as empresas que experimentam isso estão na vanguarda”, explica.

A capacidade de criar conexões é uma qualidade altamente valorizada pelos consumidores modernos. 65% dos adolescentes e jovens adultos dizem que usar lentes ou filtros de realidade aumentada permite que eles se sintam mais conectados às marcas.

  • 4. Uma personalizada experiência de compra – Uma das aplicações mais surpreendentes da realidade aumentada no comércio vem das marcas de maquiagem. Existe experiência de compra mais personalizada do que experimentar batom usando o celular no modo selfie?

Esse uso de realidade aumentada já está sendo adotado por marcas como MAC, Kaja e Dior. O relatório mais recente do Snapchat destaca um traço característico entre os jovens da Geração Z: eles não têm medo de mudanças e estão dispostos a experimentar, alterar suas tradições e modificar aspectos de sua aparência ou aparência.

Para esse fim, eles são 2,6 vezes mais propensos a comprar de marcas que oferecem experiências de compra imersivas (por exemplo, usando AR). Além disso, eles são 1,4 vezes mais propensos do que os Millennials e a Geração X a usar AR em aplicativos sociais para ajudá-los a comprar. Isso ocorre porque 65% dos entrevistados pelo Snapchat dizem que as experiências de realidade aumentada parecem mais pessoais.

  • Save
JohnDWilliams_CANVA

Em outras palavras: um “provador” virtual de um produto pode deixar os consumidores confiantes o suficiente para comprá-lo. É fato que o comércio está mudando, pois a Geração Z busca experiências sociais e divertidas, mesmo na hora de fazer compras! 71% dos jovens dizem que são mais propensos a prestar atenção a um anúncio que incorpora realidade aumentada.

Entre as principais marcas que aderiram a essa tendência em todo o mundo estão Nike, Gucci, Prada, Fendi, The North Face, Ralph Lauren e até McDonald’s. Um exemplo de alta interação foi a “pop-up store” da American Eagle, que digitalizou várias peças de seu catálogo, criando literalmente uma loja virtual que gerou 2 milhões de dólares em vendas.

Os dados do Snapchat revelam o alcance real das marcas hoje: o uso de lentes de realidade aumentada em seu aplicativo continua aumentando, com mais de 6 bilhões de interações diárias e 200 milhões de Snapchatters em todo o mundo. – Fonte e outras informações: (https://www.snapchat.com/pt-BR).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap