207 views 6 mins

Inovação aberta: como ela pode potencializar o crescimento das empresas?

em Manchete Principal
quinta-feira, 03 de agosto de 2023

Alexandre Pierro (*)

Se destacar em um mercado extremamente competitivo já é uma missão difícil por si só, ainda mais quando buscada através de estratégias isoladas. Trilhar essa jornada de prosperidade de forma 100% sozinha não se mostra completamente recomendado para nenhuma empresa, enquanto buscar por parceiros que tenham o mesmo mindset e objetivos pode contribuir muito mais para essa conquista. Essa é, justamente, a proposta da inovação aberta, cujo modelo de colaboração vem crescendo fortemente nos últimos anos em vista dos resultados extremamente positivos que pode trazer para o destaque do negócio em seu segmento.

Este modelo de gestão para a inovação é inteiramente destinado a incentivar a participação de terceiros neste processo, compartilhando suas ideias e visões para que haja a geração de valor ao negócio. Seja contando com clientes, fornecedores, institutos de pesquisa, órgãos públicos, startups, ou, até mesmo, outras organizações que tenham seus propósitos alinhados, sua proposta é promover uma verdadeira disrupção na cultura organizacional, descentralizando este processo através de um conceito muito mais colaborativo entre a empresa e seus parceiros externos.

Imagem: shironosov_CANVA

Ao investirem nessa estratégia, diversos benefícios podem ser adquiridos para suas operações. Em uma pesquisa divulgada pela Forbes, como exemplo, as startups brasileiras que se relacionam com grandes empresas nesta estratégia de inovação aberta, captam 85% mais investimentos do que aquelas que não buscam qualquer tipo de relação. Muitas oportunidades de negócios são abertas com essas parcerias, o que aumentará o retorno sobre o investimento feito (ROI) – dando a segurança necessária para obterem uma maior receita com base nas ações adotadas.

Ainda, por estimular essa troca entre trabalhadores dos mais diferentes segmentos e setores, muitos insights estratégicos podem ser adquiridos para encontrar soluções que otimizem o tempo e recursos necessários para implementar o projeto desejado. Dessa forma, os times podem direcionar esforços à gestão dessas atividades, tendo uma produtividade muito maior e criando fluxos de receita muito mais econômicos e assertivos perante suas metas.

Com essa visão muito mais clara e completa do mercado, adquirindo diferentes visões de outras pessoas externas ao negócio para tomar decisões muito mais eficazes para seu destaque, a inovação aberta trará muito mais segurança ao implementar as ações selecionadas, reduzindo significativamente a probabilidade de riscos que possam trazer qualquer prejuízo às operações. Não faltam cases no mercado de grandes negócios que apostaram nessa jornada, mas, sua eficácia está diretamente ligada a alguns cuidados fundamentais que determinarão esses resultados.

É fato que qualquer empresa, independentemente de seu porte ou segmento, pode investir na inovação aberta e colher frutos incríveis para seu destaque. Contudo, apenas aquelas que tiverem uma verdadeira cultura de inovação terão fortes chances de transformarem essas ideias em valor ao empreendimento. Afinal, é esse mindset que irá promover esse desenvolvimento internamente, através da combinação de atitudes, comportamentos, missão, valores e expectativas inovadoras difundidas em todos os profissionais da empresa.

Imagem: studioroman_CANVA

Uma vez permeada, existem diversos métodos que podem começar a difundir essa iniciativa no mercado, como o programa de ideias de inovação. Tido hoje como uma das estratégias mais eficazes nessa área, sua proposta é estimular que cada vez mais profissionais compartilhem suas sugestões do que pode ser aplicado internamente, coletando ideias criativas que consigam solucionar algum problema enfrentado em seu funcionamento.

Para assegurar essa jornada e, principalmente, auxiliar na construção desse relacionamento com possíveis parceiros, é sempre recomendado contar com a orientação de uma consultoria que tenha expertise no ramo, analisando a maturidade de inovação na companhia e buscando pelos melhores caminhos a serem seguidos conforme suas condições e expectativas – assim como o parceiro que esteja mais próximo de seus valores e objetivos.

A inovação aberta é uma das ações mais utilizadas pelas empresas que desejam inovar, crescer e se destacar em seu segmento. Seu propósito de estimular a firmação de parcerias para inovar é, inclusive, uma das melhores estratégias recomendadas pela ISO de inovação, visando obter uma maior troca de visões distintas sobre determinado tema e, assim, adquirir insights valiosos a serem adotados internamente. Aquelas que se atentarem a esses cuidados ao iniciarem esse processo, certamente terão todas as peças necessárias para alcançarem feitos enormes para sua prosperidade.

(*) É mestrando em gestão e engenharia da inovação, bacharel em engenharia mecânica, física nuclear e sócio fundador da PALAS, consultoria pioneira na ISO de inovação na América Latina.