92 views 6 mins

12 dicas da Harvard que gestores e empresas precisam aprender

em Manchete Principal
sexta-feira, 17 de abril de 2020

A Harvard Business Review publicou o estudo Coronavirus and Business: The Insights You Need (Coronavírus e negócios: as informações necessárias). É sobre o impacto do novo coronavírus nas lideranças e na forma de atuação das empresas mundo afora. O empresário Aron Flemming Brito, diretor comercial da Ativo Soluções em Comércio Exterior, estudou o material e chama a atenção para adoação de posturas necessárias afim de garantir o futuro dos negócios.

“Esse estudo apresenta uma análise dos mercados americano e europeu, que estão enfrentando o auge da crise, e também apresenta exemplos da China, que já está em recuperação. São aprendizados que podem, e devem, ser avaliados e seguidos por empresários e gestores do mundo todo”, completa Aron. A seguir, confira 12 dicas listadas pelo empresário.

Imagem: Freepik

1) Atualize-se diariamente. São muitas as informações, as quais surgem com velocidade espantosa. Esteja bem informado sobre os principais tópicos ao redor do mundo, filtrando o que pode afetar diretamente o seu negócio. E o principal: acompanhe as práticas adotadas pelas principais empresas e reflita sobre o que faz sentido para seu segmento.

2) Estabeleça um ciclo de notícias a ser acompanhado. Lembre-se que a mídia se concentra no que é novo, no mais recente. Cabe às lideranças olharem diariamente o quadro geral de notícias e entenderem onde a empresa está, como é afetada e, principalmente, antecipar o que está por vir.

3) Compartilhe as principais informações com sua equipe. Tenha certeza de que as lideranças recebam as informações necessárias e corretas sobre as diretrizes da empresa e o rumo do negócio.

Esteja atento e aberto para, caso seja necessário, mudar o direcionamento e a estratégia da sua empresa diversas vezes.

4) Cuidado ao usar previsões de especialistas. É muito importante que essas avaliações sejam acompanhadas diariamente, pois fatos estão surgindo a todo momento e o cenário pode se alterar, exigindo rápida mudança de estratégia.

5) O que vale hoje pode não ser mais o melhor amanhã. Reformule constantemente sua compreensão sobre o que está acontecendo, compartilhe com suas altas lideranças. Esteja atento e aberto para caso seja necessário mudar o direcionamento e a estratégia da sua empresa diversas vezes.

6) Cuidado com a burocracia. Não importa o tamanho da empresa, porém as maiores devem ter atenção especial, pois costumam esperar um documento passar por muitas pessoas e setores. Essa demora pode ser fatal em uma crise. Priorize o uso de documentos digitalizados, adote aplicativos para reuniões rápidas. Tenha foco, velocidade e acertividade.

Empresário Aron Flemming Brito. Foto: Divulgação

7) Verifique se suas respostas estão equilibradas. Cada ação gera uma reação, então deixe claras as políticas internas e externas, os novos procedimentos, especialmente sobre questões como home office e tomada rápida de decisão. Nem sempre o que dá certo em outra empresa servirá para a sua.

8) Tenha resiliência. Essa é a capacidade de sobreviver e prosperar através de eventos imprevisíveis e potencialmente desfavoráveis. É o caso dessa pandemia, que exige máxima atenção, com respostas éticas, rápidas e transparentes. Acalme-se, informe-se e projete um futuro de 90 dias.

9) Prepare-se já para a próxima crise. A covid-19 não será a última, embora sempre tomem proporções diferentes. Adote já um fluxo de caixa mais saudável, com vencimento a longo prazo. Estabeleça processos bem definidos e treine suas equipes para passarem por crises com menos ou mais impactos.

10) Preparação intelectual não é suficiente, treine na prática. Ter um plano B teórico não é eficiente, é preciso testá-lo na prática, com estratégias e simulações reais, fazendo com que o seu time entenda e implemente verdadeiramente. Pratique sempre, adote “jogos de guerra”.

Imagem: Freepik

11) Reflita sobre o que você aprendeu e coloque no manual da empresa. À medida que acontecem as situações, você precisa aprender algo, para mudar os procedimentos internos afim de que os problemas não aconteçam de novo ou, se acontecer, que tenham impactos mínimos. Esses aprendizados precisam virar mecanismo de prevenção, estar mapeados em manual. Não basta sobreviver, é preciso ter melhorado seu desempenho, unido seu time, conquistado novos segmentos de atuação.

12) Prepare-se para um novo mundo. Comece já a adaptar sua empresa para uma nova realidade pós-pandemia da covid-19. As relações interpessoais e comerciais estão mudando. O consumidor tem novas prioridades e maneiras de fechar negócios. A forma de trabalhar e pensar estratégias mudou. E a sua empresa vai seguir fazendo mais do mesmo?