Cinco lições sobre como empreender em meio a crise

Nos últimos meses, o coronavírus causou uma das mais severas crises econômicas no mundo. Segundo a PNAD Contínua, do IBGE, realizada em maio, 12,7 milhões de brasileiros ficaram desempregados. Neste momento, optar por se reinventar com novas ideias de negócios e buscar oportunidades no mercado foi uma alternativa para a maioria. Pensando nisso, Marcelo Moscofian (*) elaborou cinco importantes lições sobre empreendedorismo na crise. Confira:

  1. – Seja criativo – Criar um negócio durante uma situação econômica de instabilidade requer uma conexão entre criatividade e inovação. A maioria das ideias podem surgir com insights, brainstormings e estudos de concorrência. Além disso, ampliar o repertório, acompanhar o mercado e abrir espaço para ações alternativas permitem encontrar os caminhos da sua nova marca para desdobrar isso em diferenciais, produtos e outros serviços.
  2. – Invista no ambiente virtual – A migração das empresas para as plataformas digitais já estava acontecendo de maneira acelerada, e a pandemia viabilizou que as marcas apostassem fortemente nessa área. É importante considerar tais canais no planejamento inicial do empreendimento, construindo o digital como um pilar dentro da marca, de modo a criar uma empresa omnichannel. O faturamento do e-commerce da marca ampliou em 300% no início da crise de Covid-19.
  3. – Fechar parcerias é incentivar – Fazer parte de uma comunidade ajuda a impulsionar o negócio para trocar experiências e construir um network de qualidade. As redes de empreendedores existem em todos os setores, essa colaboração estimula força e caminhos coletivos alternativos, além de ser indispensável em contextos de crise.
  4. – A gestão é fundamental – Uma nova empresa requer estratégia, planejamento financeiro e um fluxo de caixa controlado desde o início. É essencial visualizar o cenário atual para garantir que todos esses elementos sejam considerados por meio de uma boa gestão. Além disso, engana-se quem pensa que por ser empreendedor trabalhará menos.

O início de qualquer negócio exige dedicação full time de cada fundador. Ele é o pilar de seu próprio negócio e deve conhecer todos os processos e etapas do empreendimento, para que no futuro, com o crescimento da empresa, ele saiba delegar. Gestão de pessoas também é essencial para que uma marca dê certo.

  1. – Não fique em cima do muro – Empreender demanda tomar decisões, e o começo é a época em que isso poderá acontecer com certa frequência. O importante é não desistir e não parar no meio do caminho. É primordial entender a situação, visualizar as opções e optar pela melhor opção para estruturar o negócio.

(*) – É CEO do Café Santa Monica, empresa brasileira referência e pioneira na cultura cafeeira gourmet (http://cafesantamonica.com.br/).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap