100 views 3 mins

Boas práticas beneficiam negócios e certificam empresas como Top Employers

em Mais
sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

O número de empresas certificadas cresce exponencialmente no Brasil. O alinhamento a padrões globais de excelência não apenas favorece estratégias de negócios, mas prioriza boas práticas como a valorização das lideranças, a atração e retenção talentos e a manutenção de um ambiente de bem-estar para o desenvolvimento profissional.

“A certificação internacional permite à empresa ser uma marca forte no mercado ao mesmo tempo em que a posiciona entre os melhores empregadores mundiais”, afirma Gustavo Tavares, gerente regional para a América Latina do Top Employers Institute. Empresas de serviços, manufatura, logística, varejo, tecnologia, telecomunicações, consumo, vêm ampliando a participação nacional nos grupos de certificação global.

Um dado que ratifica a expansão de organizações certificadas no País acaba de ser divulgado pelo Top Employers Institute, autoridade global na excelência das práticas de Recursos Humanos. Presente em 121 países, com 2.300 organizações certificadas, o Top Employers registrou um crescimento de 24,5% na certificação de empresas sediadas no Brasil. “Em 2023 já havíamos registrado um recorde, com 57 organizações. Mas em 2024 os números brasileiros se superam. Hoje, há 71 companhias Top Employers no País”, destaca Tavares.

Segundo o gerente regional, a certificação traz muitos benefícios para as corporações. “No caso do Top Employers, as empresas se alinham com os melhores empregadores do mundo e têm acesso exclusivo à maior comunidade global de intercâmbio de melhores práticas em RH”, diz. “Isso não apenas facilita o acesso a insights e tendências de ponta, mas principalmente viabiliza a conexão direta e o benchmark de práticas entre todas as organizações certificadas ao redor do mundo”.

A avaliação das melhores práticas de RH, etapa criteriosa em que se aplica um extenso questionário às empresas, antecede a certificação e considera seis eixos. A “liderança”, com o direcionamento da estratégia de negócios alinhado à estratégia de pessoas, é um deles. No quesito “estruturação” são considerados a organização e gestão da mudança, o RH digital e o ambiente de trabalho.

As ações de “atração”, também avaliadas, valorizam employer branding, atração de talentos e integração. O “desenvolvimento profissional” é contemplado por desempenho, carreira e aprendizado. “Engajamento” inclui bem-estar, engajamento dos colaboradores, remuneração e reconhecimento e gestão de saída. A “conexão” dá importância a valores, ética e integridade, diversidade e inclusão e, não menos importante, à sustentabilidade.

“Com a certificação, e pensando na atuação do Top Employers Institute, a preocupação é melhorar consistentemente o mundo do trabalho com as melhores e as mais avançadas práticas em RH”, finaliza Gustavo Tavares. – Fonte e mais informações: (https://www.top-employers.com).