126 views 6 mins

Lazer e Cultura 25/05/2016

em Lazer e Cultura
terça-feira, 24 de maio de 2016

Tempo

Cena de Tempo Suspenso.

Partir, sem olhar pra trás, sem nada levar. No olhar as últimas imagens da destruição. Será que nos veremos de novo?

Dando continuidade ao projeto de elaborar espetáculos, intervenções e performances que provoquem a sensibilidade e a consciência do espectador para temas de interesse no mundo contemporâneo, a Cia Artesãos do Corpo se debruça sobre o tema imigração e faz apresentações de seu mais novo espetáculo “Tempo Suspenso”, a paetir do dia três de junho. O espetáculo é dividido em duas partes, a primeira, mais sensível e lenta, mostra uma movimentação dos corpos dos bailarinos fazendo um panorama dos deslocamentos e a segunda joga foco na chegada dos imigrantes em São Paulo. Com Ederson Lopes, Fany Froberville, Leandro Antonio, Margarita Ma. Milagros, Mirtes Calheiros e Rodrigo Caffer.

Serviço: Complexo Cultural Funarte São Paulo, Al. Nothmann, 1058, Campos Elíseos, tel. 3662-5177. Sextas e sábados às 19h30 e domingos às 18h. Entrada franca. Até 19/06.

REFLEXÃO

ALGUMAS DEFINIÇÕES
Benfeitor – é o que ajuda e passa.
Amigo – é o que ampara em silêncio.
Companheiro – é o que colabora sem constranger.
Renovador – é o que se renova para o bem.
Forte – é o que sabe esperar no trabalho pacífico.
Esclarecido – é o que se conhece.
Corajoso – é o que nada teme de si mesmo.
Defensor – é o que coopera sem perturbar.
Eficiente – é o que age em benefício de todos.
Vencedor – é o que vence a si mesmo.
Francisco Cândido Xavier. Da obra: Agenda Cristã. Ditado pelo Espírito André Luiz. Edição de Bolso. Rio de Janeiro, RJ. FEB.

4 faces do amor

musical temproario

“4 Faces do Amor” conta as venturas e desventuras de Duda e Cacau: golpes do destino, ciúmes desmedidos, impulsos, fetiches, briguinhas, alegrias, situações inusitadas e cenas de paixão que nos fazem ver o amor como um sonho a ser alcançado e que nos fazem pensar (ou repensar) nossas relações como aventuras possíveis e reais. Tudo isso seria muito simples se Duda não fosse o apelido de Eduardo e, ao mesmo tempo, o apelido de Eduarda. E, ainda, se Cacau não fosse o nome pelo qual Cláudia é chamada, e, também, o nome pelo Cláudio é conhecido. Nessa brincadeira que tem início no alto de um prédio (em seu heliporto), duas atrizes e dois atores se desdobram para viver os personagens Duda e Cacau, lançando luz sobre quatro das diversas possibilidades do amor, contando e cantando suas próprias histórias através da música e poesia de Ivan Lins e do texto ágil e brilhante de Eduardo Bakr. Com Amanda Acosta, André Dias, Jarbas Homem de Mello e Sabrina Korgut. Direção: Tadeu Aguiar.

Serviço: Teatro Nair Bello (Shopping Frei Caneca), R. Frei Caneca, 569, Bela Vista, tel. 3472-2414. Sextas às 21h30, sábados às 21h e aos domingos às 18h. Ingresso: R$ 80. Até 10/07.

Romântica

O cantor Mauricio Mattar, que completou 20 anos de carreira, apresenta o show Muito Romântico. O espetáculo faz parte do projeto “Terças Musicais” sob direção de Sebah Vieira.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141. Terças às 21h. Ingresso: R$ 50. Até 31/05.

Comédia

Nicole D´Fiori, Luiggi Francesco e Carmem Sanches

“As Filhas da Mãe de Ronaldo Ciambroni” conta a estória de uma mãe de meia idade, Diva Maria, cuja longa e fracassada trajetória nos meios artísticos a leva a investir na carreira das duas filhas, Deise Maria e Dalva Maria. Como ambas são totalmente desprovidas de talento, as inúmeras tentativas de “encaixá-las” em alguma produção artística falham sucessivamente, criando situações hilárias e levando as duas moças à atitude desesperada de fugir de casa para obter a liberdade. A partir de então, a busca pelas filhas toma conta da vida de Diva Maria, que acaba se envolvendo em situações inusitadas e surpreendentes ao longo de todo o espetáculo. Com Luiggi Francesco, Carmen Sanches, Nicole D´Fiori, Alexandre Battel, Ozamir Araujo e Alexandre Biondi.

Serviço: Teatro Bibi Ferreira, Av Brigadeiro Luiz Antonio, 931, tel. 3105-3129. Sábados às 23h15.

Carnaval afro

Bloco percussivo e de dança Malê Debalê apresenta um pouco da cultura baiana. Este bloco afro de carnaval da Bahia foi criado com inspiração na população descendente dos Malês, povo de origem africana de religião muçulmana que lutaram na Revolta dos Malês contra o sistema escravocrata brasileiro.

Serviço: Sesc Campo Limpo, R. Nossa Senhora do Bom Conselho, 120, tel. 5510-2700. Domingo (29) às 18h. Entranda franca.