Lazer e Cultura 22/07/2016

Estreia

Cena da peça “Tróilo e Créssida”.
  • Save

Em comemoração aos 400 anos de morte de William Shakespeare (1564-1616), a Cia. da Matilde estreia “Tróilo e Créssida”, com direção de Bete Dorgam

O jovem enamorado pede ajuda de Pândaro, o tio da dama, para se aproximar dela. Embora corresponda ao amor do rapaz, Créssida finge indiferença para se proteger de toda a circunstância. As disputas pelo poder e os episódios conhecidos dessa guerra são o plano de fundo da história dos apaixonados. O elenco conta com a participação de Beto Dessordi, Caco Mattos, Caio Merseguel, Erike Busoni, Isis Valente, Letícia Martin, Magali Costa, Marcelo Guedes, Rafael Senatore, Rodrigo Scarpelli e Walmir Bess.

Serviço: Teatro Sérgio Cardoso, R. Rui Barbosa, 153, Bela Vista, tel. 3288-0136. De segunda a quarta às 19h30. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 27/07.

REFLEXÃO

ACIMA DE TODO MAL

Toda dor vem e passa.
A doença chega e se vai.
Cada problema tem a solução adequada ao nosso progresso.
Acima de todo mal, permanecem sempre o espírito imortal e o amor de Deus.

Livro “A mensagem do Dia” – de Scheilla por Clayton Levy.

Violeiro

Almir Sater
  • Save

Almir Sater, autor de sucessos como “Tocando em Frente”, em parceira com Renato Teixeira, de “Um Violeiro Toca” e intérprete de músicas como “Chalana” (de Mário Zán e Arlindo Pinto) e “Tristeza do Jeca” (de Angelino de Oliveira, também famosa nas vozes de Tonico e Tinoco), Sater é um dos responsáveis pelo resgate da viola de 10 cordas, reinventando o instrumento na música brasileira. Suas interpretações agregam sonoridade com influências de blues, folk, música folclórica e fronteiriças da região pantaneira, como a paraguaia e a andina, e da moda de viola tradicional caipira. O artista também fez parte da Geração Prata da Casa, movimento que juntou expoentes da música sul-matogrossense, como Tetê Espíndola, Alzira Espíndola, Paulo Simões, entre outros.

Serviço: Sesc Pq Dom Pedro II, R. São Vito, s/n, Brás. Sábado (23) às 17h. Entrada franca.

Anjo

Com tom absurdo o espetáculo “A Melancolia de Pandora de Steven Wasson” reúne as companhias brasileiras Lusco-Fusco e BR 116 e a americana Theatre de l’Ange Fou. A montagem, que se passa no início do século 20, narra a jornada de uma mulher sem nome e com uma imaginação excessivamente ativa para descobrir quem ela realmente é. Ela não sabe se as suas memórias são verdadeiras. O mergulho na psique da personagem é conduzido pelo Doutor Rudolph Ahrisman, que se imagina como um libertador da mente humana. Guiada por um anjo chamado Pandora, a mulher se lembra vagamente de um jovem que amava e que esse amor ficou perdido em alguma guerra esquecida. Deitada na cama há muitos anos, ela tem medo de sair dos limites de seu quarto.A terapia levará a protagonista a cenas de amor, festas, infernos administrativos, burogracia, guerra e morte. O doutor é auxiliado por seu mordomo – e alter ego – Max, que se apaixona facilmente. Com, Bete Coelho, Djin Sganzerla, André Guerreiro Lopes e Ricardo Bittencourt. Além de Wasson, a encenação também teve colaboração da francesa Corinne Soum.

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, Quarta Parada, tel. 2076-9700. De quinta a sábados às 21h e domingos às 18h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 07/08.

Bossa Nova

Maria Luiza e Roberto Menescal.
  • Save

Um encontro de gerações, que dividem em comum o amor pela bossa nova e o jazz com o show da cantora Maria Luiza ao lado do músico e compositor Roberto Menescal.Com apenas 20 anos, Maria Luiza despertou com sua voz doce e jazzística os ouvidos de Roberto Menescal, um dos pais da bossa nova. O músico apadrinhou a cantora e acaba de produzir o segundo álbum dela. A obra foi intitulada “Jazz in Bossa, Bossa in Jazz”, e conta com 12 arranjos inéditos de Menescal para clássicos dos dois estilos.

Serviço: Teatro J Safra, R. Josef Kryss, 318, Parque Industrial Tomas Edson. Hoje (22)às 21h30. Ingressos: De R$ 40 a R$ 120.

Mães modernas

A peça “Mãe, Grávida, Casada, Empresária, Feminista e Vegana em Apuros!” trata sobre as dificuldades de ser mãe, estar grávida e ser dona de um negócio. Na comédia, Pitty Webo conta, através de várias personagens, casos reais da sua experiência com a maternidade. Tarefas simples como mandar um e-mail ou resolver pequenos problemas pelo WhatsApp se tornam uma rotina impossível com uma filha pequena e estando grávida de 7 meses. A forma como esse espetáculo é contado é inédito no Brasil; as mães podem levar os filhos, pois ao mesmo tempo serão exibidos desenhos animados no telão para os pequenos.

Serviço: Teatro União Cultural, R. Mario Amaral, 209, Paraíso, tel. 2148-2904. Sábados às 19h30. Ingresso:R$40. Até 27/08.

Comemorando

Para os apreciadores da música popular brasileira, preparem-se, pois o cantor, músico e compositor Jards Macalé levará aos palcos um show especial em comemoração aos seus 50 anos de trajetória. A apresentação conta com os clássicos que marcaram a carreira do músico, presentes no disco “Jards Macalé Ao Vivo”, lançado em 2015, como “Vapor Barato” e “Movimento dos Barcos”. Com um clima intimista, o show será apenas voz, violão e plateia. O que promete aos fãs maior interação com Macau.

Serviço: Instituto Itaú Cultural, Av. Paulista, 149, Bela Vista, tel. 2168-1700. Hoje (22) às 20h. Entrada franca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap