117 views 7 mins

Lazer e Cultura 20/10/2016

em Lazer e Cultura
quarta-feira, 19 de outubro de 2016
Divulgação

Dois contos

Divulgação

O espetáculo “Espelhos”, estrelado por Ney Piacentini, estreia hoje (20)

A encenação reúne os contos “O Espelho”, de Machado de Assis (integrante de Papéis Avulsos, publicado pela primeira vez em 1882), e “O Espelho”, de Guimarães Rosa (publicado em 1962, integrando seu livro Primeiras Estórias). A montagem é o resultado de pesquisas e experimentações cênicas, realizadas ao longo do ano de 2015, para apresentar na íntegra os dois contos, compondo um único trabalho teatral. No primeiro ato, Piacentini investe-se de Jacobina, personagem de Machado de Assis que conta a amigos uma misteriosa passagem de sua juventude na qual precisou enfrentar a solidão. Em seguida, o ator assume a personagem criada por Guimarães Rosa que parte em busca de sua essência. O trabalho propõe o diálogo entre a aguda percepção de Machado acerca da formação do sujeito brasileiro e a poética descoberta que Rosa nos oferece com sua inquieta personagem.

Serviço: Oficina Cultural Oswald de Andrade, R. Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 3221-5558. Quintas e sextas às 20h e sábados às 18h. Entrada franca. Até 19/11

REFLEXÃO

TENDE CALMA

“E disse Jesus: Mandai assentar os homens”.- (João, 6:10).
Esta passagem do Evangelho de João é das mais significativas. Verifica-se quando a multidão de quase cinco mil pessoas tem necessidade de pão, no isolamento da natureza.
Os discípulos estão preocupados.
Filipe afirma que duzentos dinheiros não bastarão para atender à dificuldade imprevista.
André conduz ao Mestre um jovem que trazia consigo cinco pães de cevada e dois peixes.
Todos discutem.
Jesus, entretanto, recebe a migalha sem descrer de sua preciosa significação e manda que todos se assentem, pede que haja ordem, que se faça harmonia. E distribui o recurso com todos, maravilhosamente.
A grandeza da lição é profunda.
Os homens esfomeados de paz reclamam a assistência do Cristo. Falam n’Ele, suplicam-lhe socorro, aguardam-lhe as manifestações. Não conseguem, todavia, estabelecer a ordem em si mesmos, para a recepção dos recursos celestes. Misturam Jesus com as suas imprecações, suas ansiedades loucas e seus desejos criminosos. Naturalmente se desesperam, cada vez mais desorientados, porquanto não querem ouvir o convite à calma, não se assentam para que se faça a ordem, persistindo em manter o próprio desequilíbrio.

(De “Caminho, Verdade e Vida”, de Francisco Cândido Xavier, pelo espírito Emmanuel)

Latinidade

Danielle Almeida

O espetáculo “Diaspórica” possui em sua elaboração e execução um perfil multifacetado, sendo o desdobramento de trabalhos da cantora e pesquisadora Danielle Almeida acerca das musicalidades afro-latino-americanas. Construído a partir de investigações, especialmente centradas na etnomusicologia brasileira e latino-americana, aborda um repertório musical alicerçado na interpretação de canções da Argentina, Cuba, Peru, México, Uruguai, Porto Rico, Colômbia e Brasil, países de diáspora africana, vinculados pela proximidade geográfica e/ou passado histórico.

Serviço: Sesc Interlagos, Av. Manuel Alves Soares, 1100, tel. 5662-9500. Sábado (22) às 15h. Entrada franca.

Detentos do Rap

O Detentos do Rap surgiu há 20 anos no extinto presídio do Carandiru, em São Paulo (SP). Desde 2004, o grupo é formado por Daniel Sancy, Maurício DTS e DJ Colina, e foi um dos primeiros a produzir música dentro do sistema prisional brasileiro. Nesta apresentação contam com a participação especial de Dum Dum, Karol, Ylsão, Sérgio Vaz e Ferréz.O repertório do show terá canções do novo disco do grupo, Marchando contra o Tempo e a Política no Brasil, que tem previsão de lançamento para até o final do ano. Além disso, haverá músicas que acompanham o Detentos do Rap ao longo de sua trajetória artística, composta de outros nove álbuns.

Serviço: Auditório Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº , tel. 3629-1075. Sexta (21) às 21h. Ingresso: R$ 20.

Domingueira

Criado pelo programador cultural Rodrigoh Bueno e pelo jornalista Alberto Pereira Jr., o bloco Domingo Ela Não Vai dá início aos preparativos da folia 2017, com uma domingueira do melhor axé dos anos 90.

Serviço: Cine Joia, Praça Carlos Gomes, 82, Sé, tel. 3231-3705. Domingo (23) das 16h às 22h. Ingresso: R$ 20.

Hip hop

Fabio Brazza

Embalado pela brasilidade, o rapper Fabio Brazza apresenta, pela primeira vez, o disco “Tupi or not Tupi”. Segundo disco da carreira, Brazza aposta na diversidade de ritmos e estilos como funk, forró, soul, caminha para o samba de raiz e utiliza do pandeiro e cavaquinho para embalar suas rimas e instaurar sua essência do hip hop.

Serviço: Jai Club, R. Vergueiro, 2676, Vila Mariana, Sexta (21) às 23h. Ingresso: R$ 20 e R$ 30.

Desbocada

Bruna Louise é uma das poucas mulheres do Brasil a ter destaque no gênero stand-up comedy, um cenário dominado pelos homens. Tanta coragem e bom humor renderam a ela grande notoriedade na comédia nacional, sendo considerada um dos destaques da nova geração do humor. Com seu repertório, a comediante agrada o grande público feminino que até então estava sendo deixado de lado pelos comediante, que em grande maioria, satirizam as mulheres. Bruna Louise, ao contrário, tem como tema principal justamente brincar com os defeitos dos homens, e enaltecer, claro, as qualidades da mulher. Com isso, ela conseguiu um número significativo de seguidores nas redes sociais, mais de 800mil seguidores no instagram e mais de 700 mil inscritos em menos de 8 meses no seu canal Desbocada do Youtube, se tornando assim, uma formadora de opinião irreverente, desbocada e bem humorada.

Serviço: Teatro Renaissance, Al. Santos, 2233, Cerqueira César, tel. 3069-2286. Domingos, às 20h30. Ingresso: R4 60. Até 30/10.