92 views 7 mins

Lazer e Cultura 12 a 14/07/2016

em Lazer e Cultura
sexta-feira, 11 de março de 2016

Maravilhosa

maravilhosa temproario

A cantora Wanderléa apresenta repertório baseado no CD e DVD Maravilhosa, uma edição comemorativa de 40 anos do show e CD homônimos lançados originalmente em 1972

O set-list é composto pelas canções mais marcantes do CD, com algumas novidades como as músicas Ginga de Mandinga (Jorge Mautner) e Que Besteira (João Donato/Gilberto Gil), além de marchinhas de carnaval da época em que gravou em compactos, como Chuva, Suor e Cerveja (Caetano Veloso) e Pula, Pula (Jards Macalé). Das canções mais célebres e atemporais do repertório original de Maravilhosa, a cantora faz releituras de Back in Bahia (Gilberto Gil), Eu Quero Ser Locomotiva (Jorge Mautner) e Mata-me Depressa, de Rossini Pinto. No show, Wanderléa é acompanhada por uma banda de 12 músicos.

Serviço:Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (22) às 21h. Ingressos: R$ 100 e R$ 70.

REFLEXÃO

CONFIA E CAMINHA

A existência na Terra é comparável a uma viagem de aperfeiçoamento, na qual  necessitas seguir adiante, ao lado de nossos companheiros da jornada  evolutiva. *Muitos te desconhecem, no entanto, Deus sabe quem és. *Muitos te menosprezam, contudo, Deus não te abandona. *Muitos te hostilizam, mas Deus te apóia. *Muitos te reprovam, em circunstâncias difíceis, no entanto, Deus te  abençoa. *Muitos se te afastam da presença, todavia, Deus permanece contigo. *À vista de semelhante realidade, sempre que tropeços e provações te  apareçam, não te acomodes, à beira da estrada, em algum recanto da inércia. Confia em Deus e caminha. (De “Luz e vida”, de Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Emmanuel).

Musical

Cena do musical Canto Para Rinocerontes e Homens.

A montagem “Canto Para Rinocerontes e Homens” estreia dia 19 de marco e conta a história de transformação de homens em rinocerontes, é cantada pelos atores, que são acompanhados por um pianista e um percussionista. Inspirado na obra O Rinoceronte de Eugene Ionesco montagem tem composições inéditas de Jonathan Silva, direção musical de William Guedes e traz no elenco os recém-formados atores da Escola de Arte Dramática da USP, que com a estreia fundam o grupo Teatro do Osso.

Serviço: Centro Compartilhado de Criação, R. James Holland, 57, Barra Funda, tel. 3392-7485. Sábados e segundas às 20h e aos domingos às 19h. Até 11/04.

Esquizofrenia

Ver o mundo pelos olhos de um esquizofrênico. É isso que permite ao público “AS CEREJAS”, espetáculo inspirado na obra homônima do britânico Lawrence Durrell, que foi adaptada e dirigida por Roberto Alvim e estreia no Club Noir no próximo dia 18 de março. A montagem tem no elenco os atores Alexandre Leal, recém-descoberto por Alvim, e Steffi Braucks. A peça conta a história de um homem com um distúrbio esquizofrênico, que conduz o público por sua estranha trajetória, mostrando o mundo por meio de sua percepção singular. Ele vive num hospital para doentes mentais e a peça mostra a sua rotina, que se transforma quando ele se apaixona por uma mulher desconhecida, evento que promove a imersão da personagem em torvelinhos psíquicos devastadores.

Serviço: Club Noir, R. Augusta, 331, Consolação, tel. 2309-7271. Sextas e sábados às 21h e domingos às 20 h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 10/04.

Foto mobile

Exposição “Ritos e Ruas”, do street photographer Glauco Tavares, traz retratos do cotidiano da mística Índia, captados pela lente de um celular. Uma exibição inédita que une dois pontos: o tradicional x tecnologia. O resultado pode ser apreciado pelo público nas 40 imagens que trazem todas as cores e a verdadeira essência de diferentes cidades da Índia, eternizadas pela lente de um celular e apenas ressaltadas com belos efeitos. Com esta nova vertente da fotografia, Glauco presenteia os visitantes com uma exibição quente, humana e verdadeira permitindo o público passear pelas emblemáticas ruas das cidades indianas como se estivesse lá.

Serviço:Shopping Ibirapuera,Av. Ibirapuera, 3.103, Moema, tel. 5095- 2300. Segunda a domingo das 10h às 22h. Entrada franca. Até 17/04.

Movimento

Desa Pauline viveu a infância cantando e dançando o folclore em Feira Grande, Alagoas. Adolescente, foi desabrochar seu canto em teatros e casas de shows de Maceió, onde viveu e, inspirada, compôs algumas canções. O álbum Desanuviar revela influências de um cotidiano rico em melodias, timbres e texturas sonoras, trazendo na composição a transformação do que ouve em canções, instigada pelas sensações vindas da sua relação com o movimento da cidade e o meio que a rodeia. Esse é o segundo trabalho em estúdio da cantora que teve um EP “Desa” produzido em Maceió por Alvinho Cabral, lançado em 2012 pelo Sesc Alagoas. Dona de uma voz suave e ao mesmo tempo forte, Desa realizou uma campanha de financiamento coletivo no Catarse, sendo desta forma possível a finalização do CD.

Serviço: Sesc Itaquera, Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000, Parque do Carmo, tel. 2523-9200. Domingo (27) às 15h. Entrada franca.