Lazer e Cultura 05/08/2016

Matando saudades

Novos Baianos
  • Save

Os Novos Baianos, Moraes Moreira, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor, Luiz Galvão, voltam a pegar a estrada com uma nova turnê “Acabou Chorare os Novos Baianos se encontram”

São raras as bandas que podem dizer que suas músicas atravessam diversas gerações, como os Novos Baianos. Como em um trecho da música “Anos 70” que leva o nome do período, não à toa, uma das canções de maior sucesso e um verdadeiro hino da época, apesar das dificuldades enfrentadas, eles acabaram “deixando marcas na imagem e no som”. De lá pra cá, sucessivas gerações de artistas e fãs seguem ouvindo e sendo influenciadas pela modernidade presente em hits como “O Samba da Minha Terra”, “Preta Pretinha”, “Brasil Pandeiro”, “Acabou Chorare”, “Mistério do Planeta” e “A Menina Dança”, todos essas e tantas outras estarão no repertório da nova turnê.

Serviço: Citibank Hall, Av. das Nacões Unidas, 17955, Vila Almeida. Sexta (12) e sábado (13) às 22h30. Ingressos: R$ 560 e R$ 280 (meia).

REFLEXÃO

MELHORAR PARA PROGREDIR

“E a um deu cinco talentos e a outro dois e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade…” – Jesus. (Mateus, 25:15.)
Melhorar para progredir – eis a senha da evolução.
Passa o rio dos dons divinos em todos os continentes da vida, contudo, cada ser lhe recolhe as águas, segundo o recipiente de que se faz portador.
Não olvides que os talentos de Deus são iguais para todos, competindo a nós outros a solução do problema alusivo à capacidade de recebe-los.
Não te percas, desse modo, na lamentação indébita.
Uma hora anulada na queixa é vasto patrimônio perdido no preparo da justa habilitação para a meta a alcançar.
Muitos suspiram por tarefas de amor, confiando-se à aversão e à discórdia, enquanto que muitos outros sonham servir à luz, sustentando-se nas trevas da ociosidade e da ignorância.
A alegria e o fulgor dos cimos jazem abertos a todos aqueles que se disponham à jornada da ascensão.
Se te afeiçoas, assim, aos ideais de aprimoramento e progresso, não te afastes do trabalho que renova, do estudo que aperfeiçoa, do perdão que ilumina, do sacrifício que enobrece e da bondade que santifica…
Lembra-te de que o Senhor nos concede tudo aquilo de que necessitamos para comungar-Lhe a glória divina, entretanto, não te esqueças de que as dádivas do Criador se fixam, nos seres da Criação, conforme a capacidade de cada um.

Livro Palavras de Vida Eterna – F.C. Xavier

Fomação original

Sucesso absoluto de público nos anos 70 e 80, e pioneiros na fusão de ritmos brasileiros com a linguagem do rock, A Cor do Som retorna aos palcos em formação original. Formado por Mú nos teclados, Dadi no baixo e guitarra, Armandinho na guitarra, bandolim e guitarra baiana, Gustavo Schroeter na bateria, e Ary Dias na percussão, o grupo nasceu em 1977 experimentando novos padrões de som, adicionando instrumentos elétricos na instrumentação tradicionalmente acústica do chorinho, além de misturar rock com ritmos regionais e música clássica.  Serviço: Teatro Bradesco (Bourbon Shopping), R. Palestra Itália, 500, Pompeia. Quarta (10) às 21h. Ingressos: De R$ 60 a R$ 160.
  • Save

Sucesso absoluto de público nos anos 70 e 80, e pioneiros na fusão de ritmos brasileiros com a linguagem do rock, A Cor do Som retorna aos palcos em formação original. Formado por Mú nos teclados, Dadi no baixo e guitarra, Armandinho na guitarra, bandolim e guitarra baiana, Gustavo Schroeter na bateria, e Ary Dias na percussão, o grupo nasceu em 1977 experimentando novos padrões de som, adicionando instrumentos elétricos na instrumentação tradicionalmente acústica do chorinho, além de misturar rock com ritmos regionais e música clássica.

Serviço: Teatro Bradesco (Bourbon Shopping), R. Palestra Itália, 500, Pompeia. Quarta (10) às 21h. Ingressos: De R$ 60 a R$ 160.

“Casa, depois me conta…”

O espetáculo “Casa, depois me conta…” traz dois atores, seis personagens, uma empregada divertida e sonhadora que acredita no casamento, uma assistente de palco perua, um apresentador de um talk show de quinta categoria, um taxista endinheirado, ignorante, apaixonado e corno; Uma esposa dedicada… Um advogado machão abandonado pela mulher, traumatizado pelo casamento e seis esquetes divertidas com humor inteligente e diferente. Com Roberto Bento e Amanda Blanco.

Serviço: Teatro Ruth Escobar, R. dos Ingleses, 209, Bela Vista, tel. 3289-2358. Sábados, às 21h30, domingo às 19h30. Ingressos: R$ 50 e R$ 60. Até 18/12.

Renascimento

Companhia do Feijão.
  • Save

Companhia do Feijão estreia para o público, em curta temporada no mês de agosto, seu mais novo espetáculo: “Pequenas Esperanças”. Com texto e direção de Pedro Pires e trazendo no elenco os atores-cantores Vera Lamy e Dinho Lima Flor. “Pequenas esperanças” trata do forte renascimento da literatura infantojuvenil nos anos setenta. Em forma narrativa, dois “autores” vão contando suas histórias de vida, da vida nos anos de chumbo, discorrendo sobre os porquês de escrever para as crianças e jovens e cantando canções da época que diagnosticavam o momento e clamavam pela liberdade de vida.

Serviço: Cia. do Feijão, R. Dr. Teodoro Baima 68, República, tel. 3259-9086. Segundas e terças às 21h. Entrada franca. Até 30/08.

Comédia

Enquanto o pai agoniza no quarto ao lado, Alzira e seus filhos discutem a roupa que o homem usará no caixão na comédia Vestir o Pai. Júnior e Regina, o casal de filhos, tentam convencer a mãe a já pensar na venda do imóvel e divisão do dinheiro entre eles. Mas, entre uma peça de roupa e outra, segredos de família vêm à tona. Com Cláudia Alencar, Adriano Toloza e Flavia Couto.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141. Sextass e sábados às 1h30 e domingos às 19h. Ingresso: R$ 60. Até 25/09.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap