105 views 7 mins

Lazer e Cultura 02/06/2016

em Lazer e Cultura
quarta-feira, 01 de junho de 2016

Vale a visita

Lagarto em exposição no Museu Biológico.

São Paulo é uma selva de pedra, isso ninguém nega. Porém, em meio a tantos edifícios e construções, há alguns bons refúgios para onde pode-se fugir e entrar em contato com a natureza. E não só entrar em contato com a natureza, como também aprender mais sobre a fauna e flora do país e observar construções históricas

Um desses lugares, pouco explorado pelos paulistanos, é o Instituto Butantan, na zona oeste de São Paulo. Sua maior fama se deve às cobras e serpentes que estão expostas por lá, entretanto, o que pouca gente sabe é que o Instituto faz parte de um parque e as áreas ao ar livre e de convivência são abertas à livre circulação da população. Até cachorros na guia são bem vindos.Para os mais corajosos, há a atividade “Mão na cobra só no Butantan”, cujo objetivo é proporcionar aos visitantes a oportunidade de manipular certas espécies de serpentes, com o acompanhamento de especialistas. A atividade ocorre toda quinta-feira, em local próximo ao Serpentário, das 14h30 às 15h30 e é gratis.

Serviço: Instituto Butantan, R. Estevão Lopes, 1500, Butantã, tel. 3726-7222. De terça a domingo das 7h às 18h. Ingressos: museus, R$ 6 e R$ 3.

REFLEXÃO

HORA DA DIVULGAÇÃO: Quem possui um tesouro e é sábio, investe-o, gerando bênçãos. Quem conduz claridade, esparze luz onde se encontra. Quem frui felicidade, distribui alegria, promovendo esperança. Quem ama, irradia júbilo. Quem tem conhecimento, elucida problemas e auxilia nas dificuldades. O Espiritismo é um tesouro de alto valor, que tem a missão de produzir lucros de amor e juros de paz. Ocultá-lo, sem o promover entre as criaturas, é o mesmo que enterrar uma fortuna, que assim perde a finalidade para a qual existe. Retê-lo, constitui crime de avareza, considerando-se a fome de luz de que padecem as criaturas. Adiar a sua divulgação, onde se encontre o espírita, representa perda de oportunidade valiosa, que não se repetirá. Condicioná-lo às circunstâncias e interesses, seria desfigurá-lo na legitimidade dos seus conceitos e objetivos edificantes. Pessoas existem que sofrem hipertrofia dos sentimentos e não se dão conta. Criaturas movimentam-se, no mundo, fátuas e risonhas, ignorando, porém, porque vivem e para que vivem. Homens agem sob os automatismos de que se tornaram vítimas. Indivíduos desajustam-se por desconhecerem os valores do espírito. Coletividades desarticulam-se, porque vencidas pelo egoísmo e pelas paixões dissolventes. O Espiritismo é o antídoto eficiente e rápido para os males que grassam, na Terra, destruindo o materialismo e promovendo a vida. Difundi-lo, a rigor, é tarefa de quantos se identificam com as suas lições e nele encontraram satisfação de viver. Não é lícito impô-lo, nem justo deixar de apresentá-lo. A convicção de que ele se faz objeto, favorecendo a pessoa com bênçãos, deve emular o seu beneficiário a levá-lo a quantos o ignoram. E porque este é o momento da renovação espiritual da Humanidade, que se encontra exaurida por dores superlativas, também é a hora da divulgação, consciente e nobre, da Doutrina, que “mata a morte” e alonga a vida, elucidando os enigmas complexos da existência carnal com acenos seguros de felicidade à vista. Marcelo Ribeiro (De “Terapêutica de Emergência”, de Divaldo P. Franco, por diversos Espíritos).

Malabarismo

Irmãos Becker

Circo Malabarístico, Irmãos Becker é recheado de diálogos nonsense e piadas rápidas, a apresentação dos renomados Irmãos Becker apresenta o universo do malabarismo. Além das tradicionais bolas e claves, o espetáculo cômico inclui os mais variados objetos: tochas, facas; cones de rua são explorados em manobras e improvisos com ângulos e escala surpreendentes!

Serviço: Shopping Ibirapuera, Av. Ibirapuera, 3.103, Moema, tel. 5095-2300. Sábados (4 e 11) às 15h. Entrada franca.

Transformação

O grupo Tarancon apresenta o show Música como Ferramenta de Transformação. Misturando instrumentos andinos como a quena (flauta de bambu), zampoña (flauta de pan de bambu), charango (pequeno instrumento de cordas) e o bombo leguero (tambor típico dos Andes) com viola caipira, flauta transversal, violão e baixo elétrico, fazem uma síntese de ritmos brasileiros, andinos e caribenhos. .

Serviço: Sesc Campo Limpo, R. Nossa Senhora do Bom Conselho, 120, tel. 5510-2700. Sábado (4) às 20h. Entrada franca.

Musical

Cena do musical “Cinderella”.

Um dos contos de fadas mais famosos de todos os tempos, “Cinderella”, é também um dos musicais mais bem produzidos pela Broadway. O musical conta a história de Cinderella, a gata borralheira que se transforma em princesa por um dia e encontra seu grande amor graças ao sapatinho de cristal perdido. Com Bianca Tadini no papel de Cinderella e Totia Meireles como Madame, a madrasta.

Serviço: Teatro Alfa, R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Jardim Dom Bosco. Hoje (2) às 21h, sexta (3) às 21h30, sábado (4) às 20h e aos domingos (5) às 17h. Ingressos: R$ 50 e R$ 20.

Amor complicado

“O encontro!”, com a Cia. Trupe La’ Cuna de Variedades apresenta um divertido palhaço que prepara uma noite especial para sua amada, mas nem tudo sai como planejado… Será que ele irá reconquista-la? Afinal o amor é algo complicado.

Serviço: Shopping Ibirapuera, Av. Ibirapuera, 3.103, Moema, tel. 5095-2300. Domingo (12) às 15h. Entrada franca.