64 views 12 mins

Geral 17/06/2016

em Geral
quinta-feira, 16 de junho de 2016

Desemprego derruba Intenção de Consumo para patamar mínimo

Intenção de consumo das famílias teve mais uma queda em junho e chegou a um novo patamar mínimo histórico, de 68,7 pontos, em uma escala de 0 a 200.

A intenção de consumo das famílias brasileiras teve mais uma queda em junho e chegou a um novo patamar mínimo histórico, de 68,7 pontos, em uma escala de 0 a 200

Os dados foram divulgados ontem (16) pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) e apontam uma queda de 1,7% na comparação com maio, e de 25,1% em relação a junho do ano passado. O resultado de junho é o primeiro em que todos os componentes da pesquisa se encontram abaixo de 100 pontos, o que indica insatisfação.
A assessora econômica da CNC, Juliana Serapio, disse que o aumento do desemprego, o alto nível de endividamento e o encarecimento do crédito continuam derrubando o indicador, mesmo com a diminuição da inflação. A intenção de compra a prazo teve a maior queda quando analisada a comparação junho/maio, chegando a um declínio de 4%. Em relação a 2015, a perda chega a 30,2%. As quedas do Nível de Consumo Atual foram de 2,7% e de 38,1% nas mesmas bases de comparação, e 66,8% das famílias pesquisadas declararam que estão consumindo menos do que no ano passado.
O indicador Momento para Duráveis, que reflete a avaliação sobre a possibilidade de adquirir bens como automóveis, registra o menor patamar da pesquisa, de 42 pontos. Em relação a junho do ano passado, o indicador caiu 35,8%, e, ante maio deste ano, a retração foi de 2,1%. Cerca de três quartos das famílias brasileiras (76%) consideram que o momento atual é desfavorável para comprar esse tipo de bens.
As perspectivas de consumo também tiveram queda de 1,5% em relação a maio e de 34,8% ante junho do ano passado.
A parte da pesquisa que avalia o Emprego Atual caiu para menos de 100 pontos pela primeira vez, com 99,4 pontos. Houve queda de 0,8% em relação a maio e de 13,7% na comparação com junho do ano passado. Pouco mais de um quarto das famílias brasileiras (28,3%) se sente mais seguro no emprego atual. As perspectivas para o mercado de trabalho também pioraram, com queda de 0,1% na comparação mensal e de 13,6% ante junho do ano passado.
A CNC mantém sua previsão de que o varejo restrito terá retração de 4,8% em 2016, já que há perspectiva de que a inflação evolua de forma mais favorável. Por outro lado, a CNC piorou a projeção para o varejo ampliado, aumentando a previsão de queda de -8,8% para -9,4%. O varejo restrito exclui as vendas de materiais de construção e de automóveis. Apesar disso, a CNC afirma que a pesquisa de junho mostra que os componentes ligados às perspectivas tiveram recuos mais baixos, o que significa que as expectativas para os próximos meses devem melhorar (ABr).

Depilação masculina é tendência mundial, diz estudo

A depilação agora é algo socialmente aceito para os homens.

A moda em relação aos pelos masculinos mudou muito com o passar dos anos. Nos últimos tempos o costume de manter o corpo coberto de pelos tem perdido espaço para o estilo depilado, popular entre as mulheres. Muitos artistas se tornaram adeptos a depilação, que não é mais algo considerado apenas para mulheres. Grandes estrelas e símbolos de masculinidade já aderiram ao costume como o ator Brad Pitt e o jogador David Beckham.
Segundo uma pesquisa publicada pela revista britânica “Archives of Sexual Behavior”, 82% das mulheres preferem homens depilados. Elas afirmam que os paceiros que escolheram este hábito aparentam ser mais jovens, sexy, limpos e até mesmo mais seguros de si. Apenas 20% das mulheres entrevistadas disseram que preferem homens peludos. Os dados são reflexos da vida real. De acordo com o especialista em sexologia Justin Lehmiller, os homens que se barbeiam e se depilam apresentaram mais confiança em relação à sua virilidade e aparência.
A pesquisa vai mais além e aponta quais áreas do corpo as mulheres preferem que sejam depiladas. Das entrevistadas, 90% disseram que não aprovam pelos nas costas, 86% nas nádegas e 79% no peito. A depilação era considerada há algumas décadas atrás um costume exclusivo das mulheres, no entanto, o hábito agora é algo socialmente aceito para os homens, principalmente entre os jovens (ANSA).

França celebra 500 anos de Da Vinci

Leonardo Da Vinci (1452/1519).

Uma mostra dedicada às principais obras de Leonardo da Vinci começa hoje (17) e vai até 15 de novembro na cidade de Amboise, no centro da França, onde o gênio passou o final de sua vida. O evento será o primeiro da série de três anos de celebrações pelos anos em que o artista viveu na França, onde chegou em 1516.
Batizada como “Clos, Lucé al Luvre, As Três Obras-Primas de Leonardo da Vinci”, ele será montado no solar Clos Lucé, onde o pintor viveu durante anos convidado pelo rei Francisco I. A exposição apresentará alguns estudos científicos importantes sobre as suas principais obras como a “Mona Lisa”, “Santa Maria” e “São João Batista” – todas expostas no Museu do Louvre – e também contará com palestras e apresentações sobre a vida do pintor.
Segundo os organizadores, a exposição irá abortar principalmente a “gênese, a história e a difusão do mito que criou essas três pinturas que, mesmo depois de cinco séculos, continua sendo uma metamorfose”. O evento conta com a colaboração do Museu Ideale Leonardo Da Vinci e do Centro de Pesquisas e Restaurações dos Museus da França (ANSA).

Bolívia rejeita doação de galinhas de Bill Gates

Bill Gates aparece vestido de galinha em vídeo divulgado no show de Jimmy Fallon.

O governo da Bolívia negou uma oferta de doação de milhares de galinhas do bilionário norte-americano Bill Gates. Segundo autoridades de La Paz, a iniciativa direcionada à população mais pobre do país era “ofensiva”. “Ele não conhece a realidade da Bolívia para pensar que vivemos 500 anos atrás, no meio da floresta, sem saber produzir”, disse o ministro de Agricultura e Desenvolvimento Rural, César Cocarico, citado pelo jornal “Financial Times”.
Cocarico classificou o projeto como “rude” pois, segundo ele, algumas pessoas “continuam nos vendo como mendigos”. Ainda segundo ele, Gates “deveria parar de falar sobre a Bolívia e, assim que souber mais sobre nós, se desculpar”. O bilionário e filantropo pretende doar 100 mil galinhas a países pobres. A iniciativa, batizada de “Coop Dreams”, foi anunciada pelo criador da Microsoft no começo do mês. “Se eu estivesse em seu lugar, era isso que ia fazer, criar galinhas”, se justificou.
Além da Bolívia produzir cerca de 197 milhões de galinhas anualmente, o país vem se beneficiando de uma onda de crescimento na última década. A economia do país quase triplicou de tamanho nos últimos anos sob o governo de Evo Morales e previsões de especialistas estimam um crescimento de 3,8% neste ano – o maior da América do Sul (ANSA).

Restos de vinho de 3 mil anos a.C.

Vestígios de vinho de pelo menos 3 mil anos a.C. foram encontrados em um templo antigo na Geórgia durante uma missão arqueológica organizada pela Universidade Ca’ Foscari, de Veneza. O recipiente da bebida, que tem formato de animal, foi encontrado no sítio arqueológico da província de Aradetis Orgora de Shida Kartli, a 100 quilômetros de Tífilis, capital da Georgia.
Dentro da “garrafa”, havia restos bem conservados de Vitis vinifera, a espécie de uva mais usada na produção de vinhos na Europa. Depois da descoberta, os arqueólogos confirmaram a hipótese de que o vinho tinha um papel central na civilização kura-Araxes, que habitou a área no período de 3,5 mil a.C. A bebida provavelmente seria usada em rituais religiosos. Além do pólen da videira, também foram encontrados resquícios de muitas outras plantas, que ainda estão sendo estudados por especialistas (ANSA).

OEA em defesa dos direitos LGBT

A Organização dos Estados Americanos (OEA) anunciou a criação de uma frente de países em prol da promoção dos direitos das pessoas LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Travestis, Transgêneros e Intersexo). A iniciativa foi anunciada durante a 46ª Sessão Ordinária da Assembleia Geral da OEA que reúne Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México e Uruguai.
Na declaração que formalizou a criação da frente, os países lembraram o atentado contra uma boate gay em Orlando, em que um atirador matou 49 pessoas, e disseram que a tragédia mostra a urgência de um trabalho conjunto de prevenção da discriminação, violência e ódio motivados por questões de gênero.
De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o objetivo da aliança é assegurar que todos os seres humanos possam viver livres da violência e da discriminação baseadas em orientação sexual, identidade ou expressão de gênero, reconhecendo a importância de tratar das formas múltiplas e sobrepostas de discriminação. O grupo de países vai colaborar com organizações sociais para promover e proteger os direitos humanos das pessoas LGBTI (ABr)