Como se tornar um profissional autogerenciável

Saber se comunicar, priorizar as tarefas e distinguir quais são as mais importantes, entregar as atividades dentro do prazo e tomar decisões assertivas são algumas das características de um profissional autogerenciável. Num passado recente, era mais fácil ajustar possíveis equívocos e manter os liderados próximos ao gestor no dia a dia, mas com o trabalho remoto em alta, a liderança e as relações corporativas das empresas mudaram.

Pensando nisso, Cristiano Soares, country manager da startup líder global em gestão de pagamentos e contratos Deel no Brasil, reúne dicas práticas sobre o tema.

  1. Cuide do seu tempo – Estabeleça prazos para os projetos profissionais e pessoais e os cumpra. É importante reservar momentos para aprender algo novo diariamente e estabelecer uma rotina saudável com os compromissos e tarefas diárias. Se possível, anote seus objetivos a curto e longo prazo e visualize-os com frequência, assim fica mais fácil de manter a motivação e criar mecanismos para alcançar as metas.
  1. Delegue responsabilidades – Segundo Cristiano Soares, é fundamental ter em mente que se autogerenciar não é sinônimo de fazer tudo sozinho. Inclusive, é primordial terceirizar as atividades que não fazem parte de suas reais competências. Além de ganhar tempo, você ganha mais qualidade nos processos.
  2. Saiba dizer “não” – Coloque na sua lista de tarefas apenas as atividades que realmente serão possíveis de serem executadas. Jamais prometa entregar algo se não tiver certeza que está ao seu alcance, afinal, confiança é uma via de mão dupla e ser transparente com os gestores só traz benefícios para o relacionamento.
  3. Abuse da tecnologia – Atualmente existe uma série de ferramentas de gerenciamento de tempo que podem ser utilizadas para otimizar ou até mesmo eliminar tarefas que consomem energia demais. Evite checar as redes sociais e e-mails o tempo todo, assim será possível focar no que realmente importa.
  4. Se vira nos 30 – Por último, mas não menos importante, a dica de ouro: “saiba se virar em momentos complexos”. Demonstrar proatividade, tranquilidade na hora da pressão e conseguir solucionar problemas quando os responsáveis não estão por perto são pontos importantes para evidenciar a característica de autogestão. “Se você sabe o que deve ser feito, simplesmente faça”, finaliza Soares. – Fonte e outras informações: (www.letsdeel.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap