81 views 3 mins

Sua empresa está preparada para o FGTS 100% digital?

em Espaço empresarial
segunda-feira, 22 de abril de 2024

Sabia que o FGTS Digital já entrou em vigor desde o mês passado e que agora estamos na reta final para adequar a empresa para esta nova realidade? Exatamente. As guias referentes a competência março de 2024 não serão mais emitidas com código de barras e guias de recolhimento e só poderão ser pagas via Pix.

A nova modalidade pode proporcionar muitas vantagens para as empresas, incluindo maior transparência, acessibilidade, agilidade, segurança e eficiência na gestão das informações. O QR Code para pagamento via Pix pode ser emitido diretamente no portal do eSocial e traz a possibilidade de fazer o pagamento diretamente pelo aplicativo bancário.

Além disso, redução de custos operacionais e otimização do tempo também estão entre os benefícios, já que empregadores poderão economizar cerca de 36 horas por mês do tempo gasto com rotinas para fazer o recolhimento do FGTS. Outra vantagem é que as guias passam a ter vencimento até o dia 20 do mês seguinte, ou seja, as empresas passam a ter maior flexibilidade e facilidade para organizar os pagamentos.

Os benefícios não serão percebidos somente na esfera das empresas. Funcionários também serão beneficiados. Além da maior transparência e segurança nos dados, informações como demissões serão transmitidas automaticamente para a Caixa Econômica Federal, eliminando a necessidade de emissão de chaves. A adoção do CPF como identificador também simplifica o processo e substituiu a utilização do PIS.

Mas, para as empresas, é preciso ficar atento ao processo de adaptação a essa nova modalidade, pois nem todos os ERPs -software de gestão- estão preparados para atender as particularidades de cada organização. “É preciso selecionar o parceiro mais apto para este momento, para que as organizações possam se adequar a este novo modelo de recolhimento obrigatório”, afirma Carol D’Alessandro, CSO Parcerias e Inovação da Accesstage.

Fique de olho nas vantagens do FGTS Digital. Confira:

  • Maior facilidade para emissão e personalização de guias;
  • Mais agilidade no processo de individualização (depósitos dos valores recolhidos nas contas vinculadas dos trabalhadores);
  • Celeridade no pagamento de FGTS em atraso, com a possibilidade de recolhimento de vários meses em uma única guia;
  • Cálculo automático da multa do FGTS com base no histórico de remuneração do eSocial;
  • Ferramenta automática para recomposição de salários de períodos anteriores e pagamento de indenização compensatória. – Fonte e outras informações:
    (https://www.accesstage.com.br).