95 views 2 mins

P-71 produzirá até 150 mil barris/dia de petróleo

em Economia
terça-feira, 18 de outubro de 2022

A entrada em operação da P-71 está prevista para dezembro, devendo atingir o pico de produção até o fim de 2023. Foto: Andre Ribeiro/Ag.Petrobras

O navio plataforma P-71 saiu do estaleiro Jurong Aracruz, no Espírito Santo, no último sábado (15), com destino ao campo de Itapu, na região do pré-sal da Bacia de Santos. Ele produzirá diariamente até 150 mil barris de óleo e até seis milhões de metros cúbicos de gás. Sua capacidade de armazenamento alcança 1,6 milhão de barris de óleo. As informações foram dadas pela Petrobras, no Rio de Janeiro.

A P-71 é uma plataforma do tipo FPSO (sistema flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo). Na Bacia de Santos, ela cumprirá a próxima etapa do projeto, que é sua ancoragem no campo, seguida da interligação aos dutos de produção da unidade risers [tirantes].

A entrada em operação da P-71 está prevista para dezembro, devendo atingir o pico de produção até o fim de 2023. A unidade pertence à Petrobras e será a última da série de Replicantes, também composta pelas plataformas P-66, P-67, P-68, P-69 e P-70.
“Essas unidades apresentam alta capacidade de produção, tecnologias avançadas de operação e redução de emissões, com o mesmo projeto de engenharia replicado”, informou a Petrobras, por meio de sua assessoria de imprensa.

O sistema de FGRU (Unidade de recuperação de gás de queima), usado para aproveitar o gás gerado no processo de produção e para diminuir a sua queima e liberação na atmosfera, é um exemplo da tecnologia utilizada nos Replicantes para redução de emissões, explicou a empresa (ABr).