Inadimplência no varejo de moda recuou em junho

A inadimplência do crediário no varejo de moda registrou em junho um recuo de 1,51% em relação ao mês de maio. O levantamento aponta que 9,93% das parcelas do crediário estavam atrasadas entre 61 e 90 dias no encerramento do mês, enquanto o indicador era de 10,08% em maio. Os dados em questão são do Índice Meu Crediário, pesquisa mensal que mede os níveis de inadimplência em cerca de 200 redes varejistas do país.

Realizado pelo Meu Crediário – fintech especializada no setor – o levantamento possui um nível de confiança de 95%. Vale ressaltar ainda que o índice de inadimplência refere-se às compras realizadas pelos consumidores em março e que estão atrasadas entre 61 e 90 dias. Após esse período, o cliente já é considerado inadimplente pelos órgãos de proteção de crédito.

Além da comparação mês a mês, o Índice Meu Crediário aferiu uma alta de 5,83% na inadimplência de junho comparado ao mesmo período do ano passado – quando 9,35% dos carnês estavam atrasados. “Apesar do aumento da inadimplência, março de 2022 é o primeiro mês a fechar com inadimplência abaixo de dois digitos em relação ao mesmo mês do ano anterior”, analisa Jeison Schneider, CEO do Meu Crediário.

Proprietário de um sistema de gestão especializado no crediário próprio multicanal e pioneiro na modalidade ‘buy now pay later’ no Brasil, o Meu Crediário idealizou o levantamento com intuito de trazer um panorama completo sobre o desempenho da modalidade no varejo de moda brasileiro. Dentro do setor, o crediário hoje representa em média 40% do faturamento dos lojistas. – Fonte: (www.meucrediario.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap