A Pré-Venda heróica de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa

“Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” é o terceiro filme da mais nova trilogia do famoso personagem da Marvel. Co-produzida pela Marvel Studios com a Sony Pictures, o filme é o 27º do Universo Cinematográfico da Marvel, essa franquia com mais de 12 anos no cinema, e uma bilheteria a par de seu sucesso

O Universo Cinematográfico da Marvel tende a conectar as histórias de todos seus filmes, desde colocar o Nick Fury de Samuel L. Jackson na cena pós créditos de Homem de Ferro, até a junção de todos seus heróis no que pode ser considerado o maior blockbuster de todos os tempos: “Vingadores: Ultimato”, de 2019.

“Ultimato”, inclusive, atingiu a impressionante marca de segunda maior bilheteria mundial da história do cinema, atrás somente de ‘Avatar’, de 2009. O filme era a conclusão de uma saga de mais de 10 anos, fechando vários arcos de personagens, e a espera era tanta que sua chegou a ser a maior de todos os tempos, com o site americano Fandango relatando que o filme bateu o recorde de mais vendas de ingressos em um único dia.

“Homem-Aranha: Sem Volta para Casa’’, porém, conseguiu passar esse número em mercados internacionais como o próprio Brasil, onde – de acordo com o Ingresso.com – o filme se tornou a maior pré-venda da história do site, passando em 5% os números de “Ultimato”. De acordo com a Variety, o filme passou a marca de 7 milhões de dólares no México, batendo recordes também na Inglaterra, Espanha e América Central.

De acordo com Charlie Jatinder, do Box Office Theory, o filme já fez mais de 50 milhões de dólares em pré-vendas, e deve fazer mais de 500 milhões de dólares em seu primeiro final de semana.

A grande pergunta é: por quê?

As razões para o sucesso de “Ultimato” são óbvias. Além da expectativa para um filme esperado a tantos anos, com tantos grandes atores e personagens, o filme também tinha toda uma cultura de evitar spoilers, que circulavam por toda internet, estragando para muitos as grandes surpresas do filme. Os motivos para o sucesso de “Sem Volta para Casa” são menos óbvios, mas existem.

Primeiramente, e talvez um dos maiores motivos, são os rumores da aparição de Andrew Garfield e Tobey MaGuire no filme. Os atores, conhecidos por terem encarnado previamente o personagem do Homem-Aranha/Peter Parker nos cinemas, foram vistos aos arredores do set, e muitos fãs e jornalistas afirmam que eles devem aparecer no filme. Apesar de tudo apontar para isso acontecer, ainda não se tem nenhuma confirmação oficial (apesar de a Sony inclusive brincar com as expectativas dos fãs, como no teaser em que Tom Holland apresenta duas “participações especiais”, cortando então para Jacob Batalon e Zendaya).

Caso Andrew e Tobey realmente apareçam no filme, essa falta de confirmação pela Sony é uma grande estratégia de marketing, já que os fãs querem ver o filme assim que possível, para descobrir no cinema a participação dos atores.

Outro possível motivo também a pandemia do Covid-19, que deixou o público afastado dos cinemas por um bom tempo, primeiramente por causa do lockdown, depois por causa do distanciamento social combinado com a falta de grandes lançamentos. Com isso, a ansiedade para voltar aos cinemas para ver algo tão esperado e vibrar com os fãs é tão alta.

Seja qual for o motivo, “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” está quebrando recordes e é um fenômeno bem interessante a ser estudado na indústria do cinema. O filme sai nos cinemas dia 16 de Dezembro, com sua pré-estreia marcada para o dia 15.

Nascido em 2001 e formado em cinema pela Full Sail University, na Flórida, EUA, Lucas atualmente estuda Rádio e TV na Anhembi Morumbi. Já trabalhou em múltiplas gravações de vídeos institucionais, com edições de vídeos, em curtas e no NXT, o famoso programa de luta livre internacional.

**************************************

A Full Sail University premia escolas brasileiras na TechFest

Ao todo foi uma semana de webinars com instrutores e graduados da universidade americana, em painéis que rodaram com temas como realidade virtual e aumentada, consumo orientado por algoritmo, entre outros temas ligados à tecnologia.

Com o evento, os alunos do 9º ano do ensino fundamental até o 3º do ensino médio das escolas convidadas puderam participar ao vivo dos painéis, interagir e até mesmo debater com os palestrantes. Mas não parou por aí. Ao decorrer da semana, os praticantes produziram um jogo interativo, um personagem 3D e um design de aplicativo. “Foram três desafios que garantiram prêmios e menções honrosas aos alunos brasileiros”, comenta a Community Outreach Director, Carol Olival, ao informar que o evento é destinado para quem quer conhecer mais o mercado de tecnologia, e também para quem tem dúvidas sobre o setor (www.experienciafullsail.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap