Startup cria metodologia própria de seleção de times de tecnologia

Pioneira no mercado de squads-as-a-service no Brasil, a BossaBox, startup criada em 2017, tem como propósito reunir profissionais qualificados de diferentes partes do país em times para o desenvolvimento de produtos digitais para corporates e enterprises.

Com metodologia de recrutamento própria, a empresa adota o modelo remoto de team building, unindo um time de profissionais qualificados espalhados por todo país que se conectam diretamente com as principais necessidades de cada projeto, com experiências em áreas distintas.

Com mais de 10 mil profissionais cadastrados, a empresa oferece soluções para marcas como Unidas, Omo, Multicoisas e Hering. Conhecidos como prolancers, os especialistas selecionados pela plataforma atuam como desenvolvedores, product managers e product designers.

“Ao contrário de outras empresas de freelancers, unimos profissionais que ‘deem match’ na forma de trabalhar e nas principais necessidades a serem entregues, focando mais na qualidade e conexão do time de criação do que no preenchimento de vagas”, explica João Zanocelo.

Dentro do processo de seleção, estão incluídos testes de múltipla escolha voltados a cada tipo de linguagem dos desenvolvedores, como HTML, CSS, React e Node.js, entre outros. Desta forma, a empresa seleciona profissionais altamente capacitados, garantindo a excelência das entregas dos squads. Além do foco na qualidade de seu produto, a startup é guiada pelo conceito da passion economy, em que os profissionais buscam no trabalho um propósito que vá além do crescimento profissional ou financeiro.

A BossaBox adota metodologias e oferece conteúdos para que seus prolancers contribuam com o mercado de tecnologia e que encontrem nas ferramentas oferecidas pela plataforma um meio de se empoderar e crescer profissionalmente, por meio de capacitação contínua.

Para garantir uma base de profissionais qualificada, o processo de seleção conta com uma semana de imersão dos prolancers junto ao time selecionado para o squad, assim como imersões iniciais em cada projeto, por meio das quais são conhecidos os principais aspectos do produto a ser desenvolvido.

Os prolancers também recebem o feedback 360º, que conta com o envolvimento do cliente e dos membros dos squads, além de integrantes da equipe interna da Bossa Box. Sempre focada na agilidade de criação dos times de tecnologia, que é feita em até 5 dias, a empresa une os prolancers para desenvolver os projetos durante o período necessário.

Além de uma entrega de qualidade para as empresas, o formato promove a inclusão de profissionais que não residem nos principais pólos tecnológicos, contribuindo para a geração de renda para profissionais das mais diversas regiões do País e para a ampliação do acesso ao setor de tecnologia.

O tempo médio dos projetos é de 12 meses e, finalizado um contrato, a maioria dos profissionais prossegue com a criação de outros produtos dentro da plataforma – com alguns profissionais estratégicos e que trabalhem bem juntos podendo se reunir novamente em futuros trabalhos. Para os profissionais que desejam aderir à plataforma basta se cadastrar em (http://bossabox.com/para-profissionais).

Após o cadastro inicial, o usuário irá realizar testes e desafios práticos para que a empresa entenda suas habilidades e competências dentro da área em que atua. Sempre que novas vagas forem abertas, a plataforma envia por e-mail um aviso de vaga que seja compatível ao interesse e competências do profissional.

Para as empresas, a plataforma entenderá exatamente qual o produto e estratégia que o cliente espera e com base nessa análise prévia, alocará os(as) melhores profissionais para executar o projeto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap