97 views 4 mins

Mercado Tech: quais as próximas cinco principais tendências tecnológicas?

em Destaques
terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Kefreen Batista (*)

O ano de 2024 traz boas perspectivas para o mercado de tecnologia da Informação, principalmente no Brasil, onde se prevê uma liderança do crescimento da TI entre as Américas.

De acordo com o último relatório da IDC, o Brasil deve avançar com uma expansão de 12%, ficando à frente da média geral da América Latina, que se prevê atingir 11%, e até mesmo dos Estados Unidos, que ficará abaixo, atingindo 9%.

De olho neste cenário de crescimento global, o cenário tecnológico segue repleto de promessas, abrindo um vasto campo para as inovações que moldarão o futuro empresarial e a forma como interagimos com o mundo digital. E isso está chegando mais rápido do que imaginamos.

Algumas tendências do setor têm se destacado no universo corporativo, uma vez que abrangem desde o aprimoramento das experiências do cliente até o avanço em setores como finanças, pesquisa farmacêutica, hospitalidade e entretenimento. Abaixo listo as cinco frentes que estão em evidência este ano:

  1. Inteligência Artificial (IA) – Enquanto nos anos anteriores as grandes empresas focaram na otimização de custos e eficiência por meio da IA, o ano de 2024 sinaliza uma mudança significativa ao utilizar essa tecnologia de diferentes formas inovadoras a fim de aprimorar resultados, gerenciar recursos e diferenciar as experiências com o cliente.
  2. Computação Quântica – Embora seja um campo complexo e desafiador, a previsão é que as aplicações em setores ricos em dados e computação, como finanças e pesquisa farmacêutica, liderem o caminho para o uso dessa ferramenta, que promete revolucionar a forma como se processa informações, abrindo caminho para avanços inéditos em análise de dados e resolução de problemas complexos.
  3. Robótica – As organizações começarão a adotar robôs como serviço (RaaS), marcando uma transição para tarefas versáteis e otimizadas. Estes equipamentos se concentrarão em funções específicas e otimizadas, como robôs de entrega rolantes, por exemplo. Dessa forma, a robótica expande os horizontes além do espaço manufatureiro, adentrando setores como o de hospitalidade e entretenimento, promovendo eficiência e inovação.
  4. Blockchain – Essa tecnologia segue entre as mais importantes, especialmente em setores que demandam segurança e transparência. Suas implicações para identidades digitais e segurança de dados continuarão a ser temas centrais nas discussões sobre reinvenção tecnológica.

No entanto, a verdadeira ascensão dessa frente dependerá do apoio dos governos e das agências públicas, que serão fundamentais para promover a interoperabilidade e desbloquear todo o potencial da blockchain.

  1. Experiências imersivas – Embora haja manchetes contraditórias, o interesse em experiências imersivas em 3D permanece em alta. Neste ano, testemunharemos um interesse constante no metaverso, atingindo o ápice com o lançamento do Apple Vision Pro no primeiro trimestre.

Com isso, os principais players continuarão a investir, visando transformar as experiências imersivas em uma interação cotidiana, abrindo fronteiras na interconexão digital.

As organizações que abraçam essas inovações estarão na vanguarda da revolução tecnológica, aproveitando as oportunidades para se destacar em um mundo cada vez mais digitalizado e competitivo.

(*) – É vice-presidente de tecnologias na Globant, focada em reinventar negócios por meio de soluções tecnológicas inovadoras (https://www.globant.com/).