118 views 6 mins

Medo de flopar? Evite os 7 erros que os empreendedores mais cometem na internet

em Destaques
segunda-feira, 25 de setembro de 2023

A ansiedade por não receber curtidas ou não ter o conteúdo compartilhado inibe as pessoas de investir no posicionamento da sua marca na internet

O número de empreendedores cresceu no último ano no Brasil, segundo o relatório da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2022, feito pelo Sebrae junto com a Associação Nacional de Estudos em Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas (Anegepe). O estudo mostrou que 67% da população brasileira está envolvida com empreendedorismo, sendo que alguns já possuem sua empresa, e outros planejam investir no próprio negócio nos próximos três anos.

Outro dado que mostra o crescimento de empreendedores no Brasil é o aumento do número de empresas em 2023. Só neste ano o país teve 1,3 milhão de empresas abertas no primeiro quadrimestre, segundo o Mapa de Empresas do MDIC.

Os desafios enfrentados por esses empreendedores são os mais diversos. Na era das redes sociais, é quase impossível ter seu próprio negócio e não estar presente em aplicativos como Instagram, TikTok e Facebook. E não é apenas ter um perfil, mas entender como desenvolver presença online, investir em design atrativo, criar estratégias digitais e muito mais.

Para não flopar online nem sofrer o famoso cancelamento digital, Matheus Marcondes, CEO da Smile University, especialista em marketing, elencou os 7 principais erros que empreendedores cometem na internet, e deu dicas de como melhorar a imagem da marca.

  1. Não construir autoridade no campo
    A autoridade nas redes sociais não apenas aumenta a visibilidade, mas também constrói credibilidade. Quando os consumidores veem que você é um especialista em seu campo, eles são mais propensos a confiar em sua marca. A confiança é um fator crucial na tomada de decisão de compra.

Solução: Compartilhe conteúdo valioso e relevante toda semana sobre seu produto ou serviço nas redes sociais.

  1. Não ter uma oferta clara
    Se as pessoas não entendem exatamente o que estão comprando e como isso resolverá seus problemas ou atenderá às suas necessidades, é improvável que tomem a ação desejada, que é fazer a compra.
    Solução: Certifique-se de comunicar claramente o que seu serviço faz, quais problemas ele resolve e quais são os benefícios para o cliente. Use linguagem simples e direta, evitando jargões complicados.
  2. Não utilizar tráfego pago
    Plataformas alteraram seus algoritmos frequentemente, reduzindo o alcance orgânico das postagens. Isso significa que menos pessoas verão suas postagens sem a ajuda de publicidade paga. Dependendo do tamanho da sua audiência e da concorrência, o alcance orgânico pode ser insuficiente para atingir seus objetivos de marketing.
    Solução: Direcione o tráfego de forma inteligente para o seu negócio, para o público-alvo, com os anúncios certas e criativos atraentes.
  3. Não criar lista
    Se você direciona tráfego apenas para o seu Instagram e não cria uma lista em aplicativos como WhatsApp, terá sempre que pagar para o “Banco Facebook” para obter novos clientes. E se falhar, perde o negócio.
    Solução: Investir massivamente nas redes sociais é como se você estivesse construindo uma casa em um terreno que não é seu. Organize os dados dos seus leads para não ficar refém das plataformas.
  4. Ter apenas um canal de captação
    Você tem autoridade, oferta, tráfego e lista, mas só está presente no Instagram, deixando de aparecer para outros potenciais clientes.
    Solução: Crie uma estratégia digital que abrace novas plataformas com conteúdos que façam sentido para cada uma.
  5. Não se adaptar às mudanças do mercado e do público-alvo
    Seu público-alvo será impactado por ofertas dos seus concorrentes. Se não adaptar suas estratégias de marketing e ofertas de tempos em tempos, começará a diminuir seu lucro e receita até sair do mercado.
    Solução: Continue aprendendo sempre para manter-se atualizado.
  6. Ficar sozinho
    Você acha estranho que todos os empreendedores de renome se reúnem em grupos? Um dos fatores que mais beneficiam a carreira é a participação em grupos. A quantidade de ideias e novidades que aparecem em curto intervalo de tempo, e até o apoio que você recebe nos momentos de dúvidas, superam em muito o investimento! O digital também proporciona a construção dessa comunidade. Plataformas como Telegram, WhatsApp e Facebook são um ótimo canal.
    Solução: Se você não conhece nenhum grupo, comece o seu! Convide empreendedores de outros segmentos para formar esta rede de apoio online.