Jucá: nova repatriação vai beneficiar parentes de políticos

O líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou ontem (23), que o texto do projeto que reabre o prazo para a repatriação de recursos enviados ilegalmente ao exterior já foi fechado e está pronto para ir a votação no plenário da Casa.

Ele disse que já conversou com o relator da matéria, senador José Maranhão (PMDB-PB), sobre os ajustes propostos pela equipe econômica do governo, que serão apresentados para discussão dos demais senadores.
“O texto está pronto. Fechamos com a Receita e com a Fazenda. O senador José Maranhão é o relator do plenário e já está com o material, já conversamos. Ele deverá apresentar a proposta e o presidente Renan pautar. Acho que poderemos votar hoje ou amanhã, mas sem dúvida nenhuma a ideia é votar nesta semana”, afirmou Jucá. Responsável por fazer a ponte com integrantes da equipe econômica do governo, o líder do governo no Congresso elencou os principais itens que devem ser inseridos no texto.
Parentes de políticos que possuam recursos no exterior poderão repatriá-los, desde que comprovem atividade independente. E os brasileiros não residentes também poderão aderir ao programa. “Colocamos a liberação de parentes comprovando que a atividade é separada do político. Estamos também colocando a possibilidade de fazer declaração de brasileiros não residentes no Brasil. E a possibilidade de espólios”, ressaltou.
Segundo ele, também haverá mudanças com relação aos prazos previstos inicialmente na nova proposta. “Mudamos a data de quem tinha recursos fora. Agora será até 30 de junho de 2016. Ao invés de ser 2014 é 2016. Vamos usar também o dólar base de 30 de junho de 2016, que valia R$ 3,20. Portanto, não é mais o dólar de 31 de dezembro de 2014”, explicou (AE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap