Gabas: Progressividade equilibra as contas da Previdência

O ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, disse que a fórmula de progressividade para o cálculo das aposentadorias possibilitará o “equilíbrio” para o sistema previdenciário e a “tranquilidade nas contas” públicas.

A proposta foi feita pelo governo na MP 676, enviada ao Congresso após o veto da presidenta Dilma ao modelo 85/95, aprovado por deputados e senadores como alternativa ao fator previdenciário.
Segundo Gabas, a inclusão da progressividade na fórmula 85/95 garantirá a sustentabilidade da Previdência Social. “As mudanças vão garantir uma Previdência sustentável e contas equilibradas para trabalhadores, seus filhos e netos. Se não tivermos responsabilidade com o recurso agora, deixaremos uma conta para as futuras gerações”, afirmou.
Ele explicou que a mudança nas regras para a aposentadoria não afeta as pessoas quem já têm condições de se aposentar por idade e tempo de contribuição. Ressaltou que a mudança é necessária para adequar a fórmula aprovada pelo Congresso ao crescimento da expectativa de vida da população. “A presidenta Dilma Rousseff tem sido muito cuidadosa com a sustentabilidade da Previdência Social”, disse (ABr).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap