103 views 2 mins

Drones estão se tornando ameaça real para aviação civil

em Destaques
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Os drones civis estão se tornando uma real e crescente ameaça para a segurança da aviação comercial, advertiu a  IATA – Associação Internacional do Transporte Aéreo, pedindo uma regulamentação antes que ocorram acidentes.

O diretor-geral da Iata, Tony Tyler, afirmou que a ameaça que os aviões não tripulados representam está evoluindo, já que as pessoas estão apenas começando a descobrir o potencial da tecnologia.
“Estou tão animado quanto vocês em relação à ideia de ter uma pizza entregue por um drone”, disse Tyler, durante conferência sobre aviação em Cingapura. Ele chamou a atenção, por outro lado, para o reverso da moeda. “Não podemos permitir que sejam um obstáculo ou uma ameaça à segurança da aviação comercial”. À medida que a utilização dos drones se expande da esfera militar para a comercial e até para fins puramente recreativos, os especialistas temem que os aparelhos – caso não sejam regulados – possam um dia colidir com um avião comercial.
“A questão é real. Temos uma série de relatórios de pilotos relativos a drones que não estavam à espera de [os] encontrar, particularmente a baixas altitudes em torno dos aeroportos. Não há como negar que existe uma ameaça real e crescente à segurança da aviação comercial” causada pelos drones, afirmou Tyler.
Rob Eagles, um especialista da Iata em drones, disse que o grupo não dispõe de números sobre os aviões não tripulados que existem em todo o mundo. Ele informou que quando o governo norte-americano ordenou o registo de drones com peso de até 25 quilos, no ano passado, foram contabilizados 300 mil só no primeiro mês (em dezembro) (Ag. Lusa).