Crescimento do e-commerce na indústria é um caminho sem volta

O e-commerce vem sendo visto como um dos legados deixados pela pandemia para o setor da indústria. A necessidade da digitalização dos negócios ficou evidente para todos os setores da economia, até mesmo para os mais conservadores.

Afinal, um cenário com 134 milhões de usuários da internet no Brasil não pode ser ignorado. Conforme dados divulgados pelo McKinsey&Company, a participação do B2B no e-commerce brasileiro depois da pandemia aumentou 62%.

E a tendência desse mercado é só crescer. A pesquisa Future of Retail, realizada pela Euromonitor International, empresa global de pesquisa de mercado, e o Google, prevê uma projeção de crescimento do comércio digital de 42% entre 2021 e 2025.

Diante desses números e observando vantagens como maior flexibilidade e agilidade nas negociações, facilitação do controle e contato com os clientes, o e-commerce passou a ser um caminho inevitável para a indústria. Na esteira do crescimento do mercado digital uma série de serviços também se desenvolvem, como é o caso das empresas que trabalham com sistemas de gestão de frete para embarcadores.

A cidade de Blumenau, pólo tecnológico do estado de Santa Catarina, é um exemplo, sediando algumas das maiores empresas mundiais de sistemas para a gestão de frete do Brasil. Entre elas, está a Datafrete. Atendendo clientes em todo o Brasil, como Wine, Mallory, Ventisol, Kion, Maquira, Samsonite e entre outras, a empresa dobrou o número de clientes e funcionários em um ano.

“Nesses últimos dois anos, as indústrias acabaram migrando para o e-commerce por enxergarem esse braço com cada vez mais facilidade. O nosso resultado positivo veio porque um sistema de gerenciamento de frete pode apresentar vantagens como redução de custos, mais controle, otimização da logística e apoio no monitoramento de SAC, resultando em mais produtividade”, explica o CEO e Founder da Datafrete, Luis Carlos Pivesso.

A solução oferecida opera toda a logística em um sistema que se sustenta em quatro pilares: cotação de frete, tracking (rastreio, disparo de mensagem por whatsapp ou email informando o status da carga), auditoria e gestão de e-commerce. “Dependendo da operação, pela robustez do nosso sistema, é possível até mesmo reduzir a equipe dentro da empresa”, acrescenta Pivesso.

Por mais que boa parte do segmento venha inovando e optando por entrar no e-commerce, existem algumas empresas que ainda analisam a migração. Porém, no cenário de instabilidade econômica e recessão que o varejo físico no Brasil tem vivido nos últimos anos, o e-commerce é a bola da vez e tem atraído cada vez mais fabricantes.

Para entrar de forma rápida, menos burocrática, mais organizada e que fortaleça a marca e rentabilidade, Pivesso lista as principais vantagens para a indústria entrar no e-commerce:

“Podemos falar que entrando no e-commerce a marca fica mais próxima do seu público alvo, criando um relacionamento. Além disso, é possível oferecer um maior mix de produtos, criar experiência de marca, expandir a marca com vendas fora da cidade ou país sede, evitar sazonalidade, utilizar marketplaces, ter maior rentabilidade, entre outras inúmeras vantagens que só geram crescimento e fortalecimento da marca”.

Porém, alerta que pensar no processo de logística de distribuição dos produtos é essencial e um importante aliado ao sucesso da experiência de entrega no e-commerce. Existem processos da logística que precisam de atenção e qualidade, ainda mais quando o fluxo de produto é grande.

A precisão no cálculo e cotação de frete com múltiplas transportadoras, gestão de expedição, reembolso e rastreamento, além de indicadores de desempenho são algumas ferramentas que o sistema de frete oferece à empresa para entregar qualidade ao cliente. A Datafrete é uma empresa com foco no desenvolvimento de soluções para a gestão de fretes e logística de embarcadores.

Com oito anos de expertise na área, as principais soluções oferecidas são simulador de frete, gestão de despacho, rastreamento de entregas, auditoria de faturas, ferramentas de business intelligence (BI) e serviços de consultoria logística. Um software desenvolvido para entregar a melhor gestão dos fretes, com redução de custos, melhoria na visibilidade das entregas e aumento das vendas. – Fonte: (https://www.datafrete.com/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap