Um setor maduro e com excelentes oportunidades

Jose Carlos Semenzato (*)

O franchising brasileiro está maduro, crescendo agora em um ritmo um pouco menos acelerado do que há alguns anos, mas ainda extremamente representativo e bem acima da economia do país.

De acordo com a ABF, o setor cresceu 11,2% no primeiro semestre de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado faturando R$63,8 bilhões. Trata-se de um mercado com taxa de sucesso bem superior aos negócios empreendidos por conta própria. Para se ter uma ideia, a taxa de mortalidade entre franquias é de 5%, já em um negócio independente esta porcentagem chega a 46%. Ou seja, quase metade das empresas abertas no Brasil fecham suas portas logo nos primeiros anos.

Quando falamos em franquias, o que determina o sucesso de uma rede é a força de sua marca, sua presença na mídia e a própria integração da rede. Casos de insucesso, de uma forma geral, são motivados por questões de perfil do franqueado ou por questões como ponto comercial inadequado, falta de pesquisa de campo e ainda não cumprimento dos manuais operacionais do franqueador. Há ainda casos em que o franqueado, muitas vezes movido pela emoção, não possui o capital necessário e se aventura no negócio.

O que as franqueadoras devem fazer para evitar estes casos, que felizmente são exceções, é avaliar muito bem o perfil do candidato a franqueado, checar se a pessoa realmente tem vocação para gerir o negócio e condições financeiras para suprir, não apenas a compra da franquia, como também o capital de giro.

Embora o franchising tenha inúmeras vantagens, o candidato a franqueado não pode deixar de observar pontos essenciais, que considero pilares fundamentais para o sucesso: pesquisar o setor que deseja investir, as taxas de crescimento no mercado, a concorrência e diferenciais; ter afinidade e gostar do setor a ser investido; ter o capital necessário para o investimento e também para o capital de giro nos primeiros meses até o negócio decolar; falar com os franqueados da rede para saber se os mesmos estão felizes com o negócio, se os resultados estão acontecendo e se o franqueador oferece suporte em todas as áreas; e seguir fielmente todas as recomendações do franqueador.

Para quem levar a sério o roteiro acima, investir em uma franquia certamente será uma decisão de sucesso. E como conselho nunca é demais, vale ressaltar que comprometimento é um ativo tão valioso quanto o capital que será investido.

(*) – É presidente da SMZTO Holding de Franquias, responsável pelo desenvolvimento marcas como Instituto Embelleze, Praquemarido, Odontocompany, mais recentemente, Casa X e L’Êntrecôte de Paris.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap