O papel da embalagem na profissionalização do empreendedor_01

Eduardo Lopes (*)

Já parou para pensar o que seria das marcas se elas trabalhassem com qualquer embalagem?

Será que o consumidor teria a mesma confiança em um pacote sem identificação do fabricante, do fast food ou de qualquer outro negócio? É por isso que a identidade visual pode representar um grande passo na vida de qualquer empreendedor. De primeira, vem aquela dúvida: “ah, mas ter embalagens padronizadas não é um privilégio exclusivo de grandes empresas?”.

A resposta é ‘não’. Graças ao avanço da tecnologia, empreendedores de todos os portes já podem oferecer ao consumidor caixas, sacolas, papéis e uma série de outros materiais personalizados.

Isso porque fornecedores já personalizam embalagens nas mais diversas tiragens e fazem com que os estabelecimentos passem uma credibilidade ainda maior aos seus clientes, que percebem o quão profissional é o produto vendido ou o serviço prestado. Uma hamburgueria, por exemplo, pode estampar sua marca até mesmo nos papéis usados para embrulhar os lanches.

Os benefícios para os empreendedores são muito atraentes, mas os números do setor também empolgam. A produção de embalagens cresceu 10,4% de 2017 para 2018, totalizando R$ 78,5 bilhões, segundo dados do Euromonitor. De todo esse montante, 32% corresponde aos pacotes feitos com papel, cartão e papelão, fatia que só fica atrás dos plásticos, que representam 40%.

Coincidentemente, as embalagens de papel, cartão e papelão são as mais utilizadas pelos empreendedores. Elas são também as grandes responsáveis por viabilizar o uso de pacotes estilizados para sazonalidades, como dia dos namorados, Black Friday, Natal e Páscoa, e podem ser encomendadas com tiragens que partem de apenas uma unidade.

Estes materiais são, inclusive, os mais indicados para os empreendedores que estão começando a padronizar sua identidade visual, já que podem se transformar em formatos mais fáceis de se trabalhar e que podem servir para diversos produtos. São os sacos de papel, sacolas, caixas de papelão, envelopes e muitos outros.

Neste sentido, é possível concluir que diferentes tipos de negócios podem utilizar as embalagens para se profissionalizar e encantar os clientes. É o caso de restaurantes, bares, lojas de acessórios, de roupas, de calçados, pequenos e-commerces, perfumarias, adegas e uma série de empreendimentos que precisam embalar os itens que comercializam.

Já está mais do que provado que a tecnologia é uma grande aliada daqueles que se aventuram em empreender. Agora, está claro que a embalagem é uma ferramenta que ajuda no processo de profissionalização. De acordo com um estudo do Content Marketing Institute, 51% dos profissionais de Marketing dão prioridade máxima à concepção de elementos visuais. Para donos do próprio negócio, essa proporção tem de atingir os 100%.

E você? Já descobriu sua embalagem?

(*) – É CMO da Printi, indústria gráfica brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap