63 views 4 mins

Alianças e parcerias comerciais: o caso Magalu

em Artigos
sexta-feira, 05 de julho de 2024

Hugo Garbe (*)

Recentemente, as ações do Magazine Luiza (Magalu) dispararam no Ibovespa, refletindo a empolgação dos investidores com as novas alianças e parcerias estratégicas da empresa. Mas o que está por trás desse movimento?

A Magalu, tradicionalmente conhecida por sua presença forte no varejo físico e digital, tem se destacado por sua capacidade de formar parcerias comerciais que ampliam seu alcance e melhoram sua eficiência operacional. Essas alianças não só permitem à empresa oferecer uma gama maior de produtos e serviços, mas também ajudam a entrar em novos mercados e a fortalecer sua posição competitiva.

Um exemplo recente é a colaboração da Magalu com a Aliexpress, uma outra gigante chinesa do varejo. Essa união tem como objetivo vender produtos nas duas plataformas, da Magalu e da Aliexpress, além de integrar soluções avançadas de inteligência artificial e análise de dados nas operações da empresa, aprimorando a experiência do cliente e otimizando os processos internos.

A Magalu também tem investido em parcerias com startups inovadoras de diversas áreas de atuação, desde bancos digitais até empresas de logística que melhoram a eficiência na entrega dos produtos. Com isso, ela cria um ecossistema robusto e que fomenta a inovação e a agilidade. Essas colaborações permitem à empresa explorar novas tecnologias e modelos de negócios, mantendo-se à frente da concorrência.

Parcerias empresariais de sucesso podem ser vistas em vários exemplos no mundo dos negócios. A colaboração entre Starbucks e Spotify é um exemplo interessante: as duas empresas uniram forças para criar playlists personalizadas para as lojas Starbucks, permitindo que os clientes ouvissem músicas enquanto compravam.

Outro exemplo é a aliança entre Nike e Apple, que resultou no lançamento do Nike+, integrando sensores nos tênis da marca com dispositivos da Apple para monitorar a atividade física dos usuários. A parceria antiga entre McDonald’s e Coca-Cola também é um caso de sucesso, em que o McDonald’s oferece produtos da Coca-Cola em todos os seus restaurantes, beneficiando ambas as marcas.

Vale mencionar também a colaboração nos Estados Unidos entre Uber e Spotify, que permite que os passageiros escolham a música que desejam ouvir durante suas viagens, melhorando a experiência do usuário. Essas alianças proporcionam às empresas parceiras uma flexibilidade estratégica em um mercado em constante mudança.

Ao associar-se com empresas que compartilham a mesma visão e valores, como no caso de Starbucks e Spotify, Nike e Apple, McDonald’s e Coca-Cola, Uber e Spotify, a Magalu consegue não só expandir sua oferta, mas agregar valor ao cliente de maneira sustentável e eficiente. As alianças estratégicas abrem novas oportunidades de crescimento e inovação, destacando a importância das parcerias comerciais para o crescimento a longo prazo.

(*) – É professor de Ciências Econômicas do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas da Universidade Presbiteriana Mackenzie.