A Sociedade em constante transformação, pós-COVID-19

Daniel Ickowicz (*)

Ser humano é ser rico em emoções, sentimentos, mas também, na capacidade de aprender com os desafios impostos, ou seja, ser capaz de se reciclar a partir das dificuldades.

Há na vida uma busca incessante pela felicidade, pelo bem-estar, pela concretização de projetos e sonhos. A vida moderna nos traz muitas facilidades e, muitas dificuldades também, responsáveis por tantas infelicidades e tristezas, haja vista a atual pandemia. No entanto, tudo pode se tornar fonte de aprendizado, levando a construção de novas oportunidades, nos capacitando a lidar com tantos desafios.

Esses momentos de crise, são marcados por muitas situações difíceis. O que se acompanha atualmente, em quase todos os meios de comunicação, são referências as dificuldades enfrentadas por inúmeros países para controlar a expansão da contaminação pelo COVID-19. Porém, vemos inúmeras ações de inovação acontecendo mundo afora, como por exemplo, a educação de milhões de alunos sendo mantidas por aulas online. Isso mostra a capacidade que o ser humano tem de se reinventar.

Dito isso, vemos inúmeras possibilidades de negócios surgindo, apesar das dificuldades enfrentadas por vários países. O que se percebe são oportunidades surgindo, mesmo em período de COVID-19. Há pessoas que não se deixam abater e vislumbram novos horizontes, certa perspicácia, apesar da crise atual. Afinal, não é por acaso que costuma-se dizer, em toda crise há oportunidades que surgem, gerando novos negócios.

Não negamos, nem mesmo, estamos insensíveis à atual crise enfrentada mundo a fora. É sabido que haverá dificuldades pessoais e em setores distintos da economia. Contudo e apesar disso, já é possível identificarmos várias empresas que se adaptaram a tudo isso, seja com a redução de custos, ou mesmo, elaborando novas estratégias de negócios, levando-as a sair mais fortalecidas da crise.

Eu já passei pela crise de 11 de setembro e crise de 2008 em Miami. Apesar de influenciar o mundo, não era tão globalizada como é agora, estamos passando por um momento global. Em épocas de pós-crise, é comum que se aflorem aqueles que se adiantam à recuperação econômica. Hoje, muitas empresas repensam sua forma de trabalho, como por exemplo, o local com uma estrutura menor, ou seja, a possibilidade de o trabalho ser realizado totalmente home office.

Pois, assim como afirmam alguns empresários, a produtividade continua a mesma, com redução de custos, isso conduziu a possibilidade de reavaliação de certas estruturas organizacionais. Ainda, seguindo esta linha de reflexão, outras mudanças são passiveis de serem notadas, como por exemplo, novos olhares por parte dos consumidores. Atualmente, aumentou a procura por imóveis com varanda, com quintal, com coworking, entre outras facilidades.

Tais transformações, levaram também o mercado imobiliário a inovação, ou seja, estão cada vez mais digitais. Essa mudança de paradigma possibilitou o surgimento das escrituras eletrônicas no mercado americano, consequentemente, alterando o modo como se realiza a compra e venda de imóveis nos EUA.

O cenário de crise traz oportunidades de avanço para economia. O mais difícil no meio da crise é você ver o day After, quando se está no meio de uma crise, muitas vezes não consegue visualizar o amanhã. Eu aprendi por meio de outras crises ver o day after. As incertezas são grandes, mas observando a capacidade inovadora de várias pessoas e empresas mundo a fora, é possível acreditar na retomada gradativa da economia local.

Temos guardado esperança no day After, com tantas possibilidades que surgirão a partir das melhorias possíveis e implementadas em vários segmentos, particularmente nos negócios relacionados ao mercado imobiliário, tendo como aliado o meio digital.

(*) – É diretor de vendas da Elite International Realty.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap