5 Maneiras de Melhorar a Fertilidade do Solo

  • Save

Crédito da foto : Ali Haider

Os especialistas em fertilidade do solo dizem que os solos, hoje em dia, precisam ser restaurados à saúde. Os solos criados pela natureza há milhões de anos, não são mais tão saudáveis e ricos em micronutrientes como eram antigamente, para as plantas. A tecnologia moderna nos permite imitar a natureza na restauração da saúde do solo. Para restaurar e aumentar a fertilidade do solo, é necessário cultivar plantas, pastar o gado, fazer compostagem, fertilizar naturalmente e testar regularmente. Na superfície das partículas do solo, onde os materiais minerais entram em contato com a água, o ar e o calor, ocorre o processo de auto-restauro da fertilidade do solo. É nestas superfícies que a atividade biológica assegura a fixação de nitrogênio e a liberação de silício.

5 Maneiras de Melhorar a Fertilidade do Solo

O cultivo para aumentar a fertilidade do solo

A fim de manter um solo saudável e aumentar a fertilidade e produtividade,  deve ser realizado o cultivo para aumentar a fertilidade.

O cultivo para aumentar a fertilidade do solo é a prática de plantar culturas que serão aplicadas no solo para aumentar a matéria orgânica e repor os nutrientes. As culturas verdes são geralmente cultivadas entre as culturas principais. Isto protege os solos da degradação ou serve para restaurar a produtividade de terrenos esgotados.

Devido à mudança climática, eventos climáticos extremos, a erosão do solo e contaminação do solo pelo uso excessivo de produtos químicos agrícolas, a prática está se tornando popular. Muitos agricultores estão adotando o cultivo de adubo verde em seus campos. É um método prático e econômico para garantir a produtividade a longo prazo das terras agrícolas.

A compostagem

Em termos simples, a compostagem é um processo de digestão e decomposição. Qualquer material orgânico se decompõe em carboidratos simples e aminoácidos. Em muitos casos, eles oxidam e fazem uma lixiviação se não houvesse meios de armazená-los e preservá-los.

Existem microorganismos no solo que coletam os nutrientes livres. Estes microorganismos armazenam em grandes moléculas de carbono, que chamamos de ácidos húmicos. Elas se combinam com partículas de argila no solo. Estes microorganismos formam uma relação estreita com as plantas, em benefício de ambos. Para favorecer a atividade desses micróbios, o esterco e os resíduos orgânicos podem ser compostados criando montes ou pilhas com uma mistura favorável de materiais. Tais misturas são ricas em carbono e nitrogênio, solo, umidade e ar. 

Quando a pilha de compostagem se decompõe, os nutrientes nela contidos estão ligados a complexos húmicos. Sua atividade microbiana deve ser rica em espécies fixadoras de nitrogênio, solubilizantes de fósforo e formadoras de húmus.

Pastoreio rotativo

A introdução do pastoreio rotativo aumenta a produtividade da forragem, reduz a erosão do solo, reduz a compactação e melhora a distribuição de esterco. Há uma melhoria nas condições do solo com o pastoreio rotativo, o que afeta diretamente o crescimento das forragens. Quando se utiliza o pastoreio rotativo, o gado deve ser retirado do pasto durante a estação fria, quando a forragem residual tiver de três a quatro polegadas de altura. Ao deixar esta quantidade de forragem, o solo fica protegido da chuva, do vento e do espezinhamento. Esta quantidade de cobertura minimiza o escorrimento e a erosão do solo. Assim, mais água se torna disponível para o crescimento das plantas. A redução da erosão do solo preserva os nutrientes e a matéria orgânica. Quando resta altura suficiente de forragem, o crescimento da forragem é melhorado. O sobrepastoreio deve ser feito para evitar a compactação do solo. A compactação é ruim para o solo, pois restringe o movimento do ar e da água. Isto leva a mudanças na estrutura do solo. Se o gado é rotacionado regularmente, a carga no pasto é mais uniforme. Esta carga uniforme de pastagem permite que os produtores tenham uma cobertura de solo constante. Isto reduz a compactação e aumenta o conteúdo de matéria orgânica do solo. O solo é fortalecido. 

Rotação das culturas

O conceito de rotação de culturas é simplesmente a prática de não plantar as mesmas culturas no mesmo local, ao longo de vários anos. Ao não plantar os mesmos vegetais no mesmo local todos os anos, o agricultor pode evitar uma acumulação constante de pragas e doenças no solo. 

O objetivo da rotação de culturas não é apenas evitar problemas de pragas, mas também levar em conta a saúde do solo e os nutrientes que as diferentes plantas necessitam.

A agricultura de plantio direto

O plantio direto orgânico é um sistema de lavoura rotativa que combina os melhores aspectos da lavoura rotativa.  Ao mesmo tempo, atende às exigências dos regulamentos aceitos. O sistema para toda a fazenda inclui as seguintes etapas. 

Culturas anuais ou de cobertura de Inverno que são plantadas no Outono, passam o Inverno até amadurecerem na Primavera. Depois são colhidos com um cortador de grama. Esses métodos e ferramentas podem funcionar tão bem em fazendas convencionais quanto em fazendas orgânicas. Ao reduzir o número de operações de campo, os agricultores podem economizar combustível e tempo enquanto fortalecem o solo. 

Todos esses métodos ajudam a fortalecer o solo através da matéria orgânica e da biologia do solo. O agricultor pode controlar ervas daninhas, insetos e doenças sem o uso de produtos químicos. Todas as etapas ajudam a fortalecer a saúde geral das plantas através da saúde do solo e das boas práticas de manejo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap