Via Digital Motors

2022 com avanço e cautela

A recuperação do mercado é indiscutível para a maioria dos líderes do segmento automotivo, mas com algumas ressalvas e preocupações. Durante o Congresso AutoData Perspectivas 2022, realizado entre 18 e 22 de outubro, Ricardo Gondo, presidente da Renault no Brasil, disse acreditar que o mercado crescerá de 15% a 20%, puxado pelas locadoras, que têm demanda reprimida e precisam renovar sua frota. Ao mesmo tempo, estima que o primeiro semestre ainda será impactado pela falta de semicondutores, com expectativa de atender melhor à demanda no segundo semestre.

  • Save
Ricardo Gondo. Imagem: Renault

GM está otimista

Uma das montadoras mais afetadas pela falta de microchips, a General Motors está com muita esperança em 2022. Seu novo presidente para a América do Sul, Santiago Chamorro, calcula que as vendas de veículos no Brasil devem subir de 20 a 30% sobre 2021.
Para ele, somando pontos positivos e negativos haverá um crescimento da indústria. “Nosso foco, a curto prazo, será atender a demanda reprimida e reduzir o tempo de espera por nossos veículos”, disse.

  • Save
Santiago Chamorro. Imagem: GM

Volks aposta no etanol

A inflação é uma das preocupações para Pablo Di Si, presidente da Volkswagen para a América Latina. Ele avalia que há uma forte e reprimida demanda de consumidores que deixaram de viajar e agora querem comprar um bom carro, mesmo que eles custem mais caro.
Olhando para o futuro, enquanto o mundo discute a eletrificação, a Volkswagen quer dar uma atenção especial ao etanol, na expectativa de tornar o Brasil um Centro de Desenvolvimento para Biocombustíveis. “Nós teremos elétricos, mas eles conviverão com os veículos flex e os híbridos flex. Não podemos desprezar o que o Brasil tem de melhor, que é o etanol. A Volkswagen está desenvolvendo o seu híbrido, que poderá rodar, também, com etanol”, antecipou.

  • Save
Pablo di Si. Imagem: Volkswagen

Toyota vai investir na eletrificação

Com o câmbio elevado e sem perspectivas que baixe, a Toyota fará um esforço pelo aumento de nacionalização de componentes, o que também traria mais segurança e previsibilidade às suas operações.
Com expectativa de crescimento acima de 20% em 2022, Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil, já vislumbra aumentar mais um turno em sua fábrica de Sorocaba (SP). A marca fez uma aposta certeira com seu SUV Corolla Cross, que é sucesso no Brasil e exportado para mais de 20 mercados na América Latina.
Os planos são ousados: ter até 2025 todo portfólio no Brasil eletrificado. Entre as investidas, além do híbrido flex, será trazer modelos atuais com tecnologia híbrida plug in – o veículo poderá rodar com gasolina e terá um motor elétrico, com recarga na tomada, como adicional.

  • Save
Toyota Corolla Cross 2022. Imagem: Toyota

Caoa só pensa em crescer

A Caoa quer manter o ritmo de crescimento para 2022, com novos produtos em todas as marcas: Chery, Hyundai e a nova Exeed (marca de luxo da Chery). Os utilitários esportivos e sedãs são as principais apostas, de acordo com o presidente, Mauro Correia, que também colocou suas perspectivas para o próximo ano no Congresso AutoData.
O Grupo produz SUVs em Anápolis (GO) e também sedãs em Jacareí (SP) e Correia estima uma alta de 10% nas vendas, se a falta de componentes se regularizar. Em 2020, o grupo investiu R$ 1,5 bilhão e lançou, com essa rodada, os modelos Tiggo 8, Arizzo 6 e Tiggo 3X.
Para 2022, a ideia é chegar a 100 mil veículos vendidos, de todas suas marcas. Só a Chery este ano espera avançar 50% sobre 2020, com a comercialização de 40 mil unidades.

  • Save
Chery Tiggo 3X. Imagem: Caao

Assinatura com mensais reduzidas

As assinaturas de veículos avançam no Brasil e a Renault traz uma novidade. Seu programa On Demand agora permite que o assinante pague um valor maior na primeira parcela e tenha as demais mensalidades reduzidas – prometendo um desconto de até 17% no total do pacote.
Por exemplo, um Renault Kwid Zen em plano de 12 meses: com primeira parcela de R$ 15.569, as demais 11 mensais saem a R$ 207,69 – menos do que encher o tanque de gasolina. Se for de 24 meses, a primeira fica em R$ 23.210,55 e as demais 23 por R$ 331,39.
No Renault On Demand os modelos oferecidos são Kwid Zen 1.0, Kwid Outsider 1.0, Stepway Iconic 1.6 CVT e Duster Iconic 1.6 CVT, com planos de 12, 18 ou 24 meses.

  • Save
Renault Kwid Zen. Imagem: Renault

(*) – É economista e jornalista especializada no setor automotivo. E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap