86 views 3 mins

Tesla agora tem um “Technoking”: Elon Musk

em Tecnologia
terça-feira, 16 de março de 2021

Elon Musk deve ser um tanto maluco ou um gozador ou, talvez, ambos. Sua empresa, a Tesla, acaba de informar à US Securities and Exchange Commission, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, que Musk terá um novo título na empresa, será o “Technoking”, algo como Rei Técnico”.

Vivaldo José Breternitz (*)

A empresa informou também que o diretor financeiro Zach Kirkhorn será o “Master of Coin” ou “Mestre da Moeda”. Talvez para acalmar o mercado, a Tesla disse que “Elon e Zach também manterão seus respectivos cargos de CEO e CFO”.

Musk, que em fevereiro perdeu seu status de pessoa mais rica do planeta depois que o preço das ações de Tesla caiu, após uma impressionante alta de mais de 600% em 2020 que a tornou a montadora mais valiosa do mundo, superando o valor somado das demais treze maiores montadoras. O mercado abraçava a visão de Musk: veículos com emissão zero em breve estariam dominando o globo.

Mas esses números começaram perder brilho em 2021, com as ações da Tesla caindo quase 14% nos primeiros dois meses. Um recente incêndio em sua fábrica em Fremont ajudou a derrubar os preços das ações, assim como o surgimento de muitos casos de COVID-19 entre seus empregados e queixas de consumidores a respeito da qualidade dos veículos que estão sendo entregues.
Musk tem a reputação de ser um gozador que se irrita com a imagem tradicional de um executivo-chefe e muitas vezes ultrapassa os limites do decoro: usou o Twitter para insultar repórteres e funcionários de agências reguladoras e informou estar testando um software de direção autônoma, que na realidade é apenas uma ferramenta de assistência ao motorista.

Outra má notícia para a Tesla é o atraso nas entregas de seu Cybertruck, uma pick-up de design futurístico que deveriam ter sido iniciadas em 2021, mas que deverão ficar para 2022, apesar de o “Technoking” ter afirmado que “com sorte”, algumas ainda serão entregues neste ano.

Os investidores devem estar cautelosos com relação aos projetos de Musk, ainda mais depois da explosão de mais um foguete de sua SpaceX.

(*) É Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.