109 views 3 mins

Conexão veloz determina diretrizes do audiovisual corporativo

em Tecnologia
sexta-feira, 07 de maio de 2021

A produção de conteúdo em vídeos ganhou espaço no mercado corporativo. Isso porque, além do formato estar presente nas vidas do consumidor nas redes e canais digitais, o vídeo é dinâmico e de fácil compreensão, na maioria das vezes. Um estudo da Cisco de 2020 indicou que 82% do tráfego da internet são gerados por vídeos. Além disso, 80% dos usuários preferem conteúdo audiovisual a um texto, por exemplo.

Nessa ótica, o vídeo é estratégia para alcançar os clientes de forma mais assertiva e veloz. Devido às rápidas mudanças dos mercados e das necessidades das empresas, vídeos de longo tempo de produção e alto custo têm cada vez menos espaço no audiovisual corporativo. É pensando nisso que a solução da thanks for sharing traz um modelo de produção ágil a preços previsíveis para as empresas, além de disponíveis para consulta no site.

Ao se adaptar aos diferentes objetivos de comunicação das empresas, a startup de produção audiovisual 2D para o mercado corporativo oferece seis diferentes tipos de produtos. Entre eles, opções de assinatura de vídeo e conteúdos escaláveis e adaptáveis em quantidade para campanhas de redes sociais, principalmente.

“Ao entender qual o objetivo central do cliente e onde está o público dele, a thanks for sharing transforma a comunicação verbal dessas empresas em material audiovisual e de divulgação veloz e assertiva nos mais estratégicos canais de com unicação”, pontua Simone Cyrineu, CEO e fundadora da empresa.

Opção de engajamento para o público interno e externo das empresas, o vídeo é a forma mais ágil e assertiva de comunicação. A partir disso, a thanks for sharing aposta em estratégia escalável de produção com modelo de trabalho 100% digital, além de comunicação horizontal e transparente com seus clientes e colaboradores.

Dentre os clientes da empresa, estão organizações de diferentes tamanhos e setores, com objetivos distintos de marca, são exemplos: Buildbox, Zurich Seguros, Squid, XP Inc, BRQ e Porto Seguro. Fonte e mais informações: (www.thanksforsharing.com.br).