O poder das habilidades comportamentais no desenvolvimento da carreira

Miriam Rodrigues (*)

Graduação, pós-graduação. Mestrado, doutorado, cursos de extensão, cursos de especialização. Cursos à distância, cursos presenciais – nacionais e internacionais.

Qual a medida para nossa formação? Quando é que podemos pensar em parar de estudar? Se você pensou em “nunca”, começou bem! E, para exemplificar esta questão, basta pensarmos se gostaríamos de ir a um médico que está desatualizado. Um advogado, um professor, alguém que trabalha na área de tecnologia, um jornalista, enfim….

O lugar para os profissionais que não estão atentos aos aspectos relacionados a sua formação e atualização vai ficando cada vez mais restrito, principalmente quando lembramos que a concorrência é muito grande.

E cabe, ainda, a reflexão: será que a atualização profissional e aquisição de novos conhecimentos e desenvolvimento das habilidades diretamente relacionadas ao trabalho que desempenhamos é desejável e suficiente o desenvolvimento de nossa carreira? Se você pensou em “não”, está no caminho certo! Sem dúvida, existem conhecimentos e habilidades imprescindíveis para o desempenho de nossas atividades profissionais.

A aquisição e atualização destes conhecimentos e habilidades ocorrem mediante a realização de cursos, treinamentos, capacitações, dentre outros, e fazem parte de nossa trajetória profissional, são necessárias à manutenção de nossa carreira e empregabilidade. São necessárias, mas não são suficientes.

Em outras palavras, quando pensamos no desenvolvimento de nossa carreira, não basta saber fazer, mas como fazer e, sobretudo, nunca deixar de considerar a qualidade dos relacionamentos pessoais que envolvem a realização de nosso trabalho, uma vez que não trabalhamos sozinhos e que, mesmo nos raros casos em que isso possa acontecer, a interação humana sempre ocorre em algum momento.

Assim, ao considerar o desenvolvimento de nossas competências com foco no desenvolvimento de nossas carreiras, não há como deixar de lado os aspectos relacionados às habilidades comportamentais, cada vez mais valorizadas no mercado de trabalho e, um dos grandes diferenciais entre profissionais, não apenas nos processos seletivos, mas também nas situações que envolvem ascensão profissional, mudança de cargo, mudança de área de atuação.

Por onde começar? Por dentro e por fora! O que significa começar por dentro? Significa prestar atenção em si mesmo, conhecer-se bem, tanto quanto possível. Prestar atenção em nossas interações, nas reações das pessoas com as quais nos relacionamos. O que significa começar por fora? É um caminho relativamente semelhante ao que percorremos quando buscamos conhecimentos ou o desenvolvimento de alguma habilidade profissional.

Cursos, palestras, workshops. O apoio de um coach, terapeuta, enfim, as possibilidades são variadas. Como diz um velho ditado, às vezes precisamos “ter um olho no peixe e outro no gato”. Assim é também quando pensamos no desenvolvimento de nossa carreira. Não dá para olhar apenas para as habilidades referentes ao conhecimento e à técnica, assim como não dá para olhar apenas para os aspectos comportamentais.

Em outras palavras se um excelente técnico for um péssimo comunicador, poderá ter problemas, com clientes, colegas, liderança. Da mesma forma, se for impaciente demais, teimoso, intransigente, ansioso em demasia etc. As habilidades comportamentais, são, pois, poderosas e imprescindíveis em nossa vida, tanto pessoal, quanto profissional.

Como seres imperfeitos e em constante aprimoramento, vale também a lembrança da busca pelo equilíbrio, da humildade em reconhecer que sempre falta algo e que o mundo caminha numa velocidade cada vez mais rápida, exigindo que nós nos adaptemos a esta velocidade para que possamos atingir nossos objetivos.

(*) – É docente de disciplinas relacionadas ao Comportamento Humano no Trabalho na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap