103 views 4 mins

Como um ERP pode aumentar a eficiência de uma empresa?

em Opinião
quarta-feira, 24 de janeiro de 2024

Júlio Baruchi (*) e Rodrigo Franco (**)

Em meio a um cenário empresarial dinâmico e em evolução constante, a adoção de um sistema de gestão torna-se imprescindível para garantir a eficiência operacional.

Nesse contexto, a seleção cuidadosa de um ERP (Enterprise Resource Planning) revela-se crucial, sendo vital para a integração efetiva aos processos operacionais, evitando desafios enfrentados por gestores e equipes.

Com base em informações fornecidas pelo Panorama Consulting Solutions, verifica-se de maneira consistente que 64% das empresas experimentam melhorias significativas em sua eficiência global após a implementação de um sistema ERP.

Contudo, é preciso mitigar possíveis equívocos na hora de adotar um sistema, desde a abrangência das áreas automatizáveis até a oferta de treinamento adaptável. Essas diretrizes visam aprimorar a escolha e execução do ERP, contribuindo assim para o sucesso contínuo e a eficácia operacional em um ambiente corporativo em constante transformação.

A seguir, destacam-se algumas orientações essenciais para minimizar as possibilidades de equívocos na implementação do ERP:

Relacione todas as áreas passíveis de automação pelo ERP:
Certifique-se de que o software de gestão escolhido seja completo o suficiente para abranger todas as áreas da sua empresa, promovendo a total integração dos processos. Alguns softwares, embora anunciados como ERP completos, podem atender apenas parcialmente, causando problemas na integração com outros sistemas.

Mapeie todos os pontos críticos do seu processo:
Reúna profissionais-chave de todas as áreas e mapeie todos os processos críticos para garantir a adequação do software a ser adquirido. Um bom sistema de gestão elimina a necessidade de planilhas de controle paralelo, evitando rupturas em casos de desligamento de profissionais envolvidos nos processos.

Escalabilidade e flexibilidade:
Verifique se o software escolhido acompanha o crescimento da sua empresa e se adapta às mudanças decorrentes desse crescimento. Avalie a facilidade em incluir novos usuários, filiais, produtos, além de utilizar um banco de dados consolidado para evitar problemas de lentidão no sistema.

Reputação e suporte do fornecedor do software:
Avalie a reputação do fornecedor, considerando o tempo de existência, a satisfação de outros clientes do mesmo segmento, quantidade de clientes atendidos e agilidade no suporte diário. Certifique-se de que a estrutura interna da empresa de software é adequada.

Possibilidade de customização do ERP:
A customização deve ser realizada apenas se imprescindível, pois muitas adaptações podem gerar problemas futuros, como dificuldades nas atualizações e falhas em processos previamente testados.

Integração com tecnologias existentes:
Certifique-se de que o software interage eficientemente com as tecnologias já presentes e esteja preparado para incorporar novas tecnologias que possam surgir no futuro.

Treinamento dos usuários:
Avalie as opções de treinamento oferecidas pelo fornecedor, considerando a complexidade das atividades. Escolha o método que melhor atenda às necessidades da sua equipe, seja por vídeos, manuais, treinamentos presenciais ou uma combinação deles.

Diante da expansão empresarial, a adoção de um software de gestão torna-se crucial para uma administração eficiente. A escolha cuidadosa do ERP é essencial para alinhar-se aos processos operacionais, evitando contratempos. O sistema ERP, ao proporcionar visibilidade, controle, padronização, redução de custos e estímulo ao crescimento sustentável, destaca-se como uma ferramenta estratégica. Ao seguir essas orientações, a implementação do ERP pode ser otimizada, impulsionando o sucesso e a eficiência operacional da empresa.

(*) Sócio na ECOVIS® BSP.

(*) Sócio e gerente operacional na ECOVIS® BSP.