130 views 3 mins

Biometria de voz e inteligência artificial: alternativas de UX para setor de seguros

em Opinião
terça-feira, 20 de junho de 2023

Marcelo Peixoto (*)

Novas tecnologias promovem inclusão digital e posicionam as empresas entre as mais inovadoras

O setor de seguros tem se adaptado frequentemente às inovações do meio digital, incorporando novas tecnologias e ampliando as possibilidades para as empresas e seus clientes. Por isso, não é uma surpresa que o uso da inteligência artificial já esteja sendo disseminado no setor.

Visando aumentar a segurança e melhorar a experiência dos usuários, é possível escolher ferramentas e funcionalidades que podem levar ainda mais praticidade às empresas de seguros e seus segurados.

A biometria de voz é um grande exemplo disso. Considerada uma medida de segurança, ela também melhora a experiência dos clientes, que podem ter um atendimento mais ágil, prático e personalizado.

Biometria de voz no setor de seguros
A biometria de voz utiliza a voz de uma pessoa como uma forma de autenticação. A tecnologia é baseada no fato de que cada pessoa tem uma voz única, podendo ser usada como um meio seguro de autenticação de identidade. Com a aplicação de inteligência artificial (IA), a biometria de voz tem se tornado ainda mais eficaz, permitindo que as empresas implementem essa tecnologia de forma mais eficiente em suas jornadas de atendimento.

No setor de seguros, a biometria de voz e a IA podem ser usadas para melhorar a experiência do usuário (UX) e a segurança das transações. Uma das principais funcionalidades de UX que a biometria de voz pode oferecer é a autenticação sem contato humano e com mínima fricção. Isso significa que o usuário não precisa inserir senhas, cartões ou outros dispositivos de autenticação, tornando o processo de autenticação mais fácil e conveniente em diversas plataformas de atendimento, como por telefone, site ou aplicativos.

Além disso, a biometria de voz e a IA podem ser usadas para detectar fraudes e prevenir atividades fraudulentas. A IA consegue analisar a voz do usuário em tempo real e compará-la com as informações de voz armazenadas em um banco de dados. Se a voz do usuário não corresponder às informações de voz armazenadas, a IA pode alertar a empresa sobre a possibilidade de uma tentativa de fraude em poucos segundos.

Com a união da biometria de voz e a IA, as empresas podem também aproveitar insights para criar as melhores e mais seguras jornadas aos seus clientes. A facilidade de identificar uma pessoa em poucos segundos torna o atendimento mais fluido e abre ainda mais possibilidades aos negócios.

(*) É CEO da Minds Digital.