94 views 5 mins

A cultura maker e o avanço tecnológico a serviço da sociedade

em Opinião
segunda-feira, 30 de janeiro de 2023

Sylvio Mode (*)

O que a cultura maker e o avanço da tecnologia têm em comum?

Nunca foi tão fácil ser um criador de novos produtos, obras, entre tantas outras invenções, percorrendo todo o ciclo, da ideia à produção.

Graças às novas e sofisticadas soluções disponíveis, arrisco a dizer que o Fenômeno Maker representa uma nova fronteira para a produção de bens e serviços, ao combinar design, engenharia e fabricação em um único ambiente conectado, e disponibilizá-lo a baixíssimo custo para qualquer interessado.

E vamos além, com o avanço da internet, popularização dos kits de prototipagem eletrônica e as fantásticas impressoras 3D, muitas pessoas já argumentam que o movimento maker representa uma nova fase da produção industrial. Os números indicam um progresso nessa direção. Dos mais de mil FabLabs — espaços nos quais qualquer pessoa pode ter acesso aos meios mais modernos de fabricação de produtos – espalhados ao redor do mundo, cerca de 60 se encontram no Brasil.

Centenas de milhares de pessoas hoje formam uma comunidade unida pela paixão por criar e encontrar soluções inteligentes que de fato façam diferença para a sociedade, independente do segmento que estejam. São entusiastas da tecnologia, engenheiros, educadores, estudantes de todas as idades, pessoas comuns que além de serem inventores, compartilham suas criações e experiências via inovação aberta.

E no fim, todos saem ganhando com esse avanço e transformação digital. Do pequeno ao grande negócio, artistas, hobbistas, e qualquer pessoa com espírito inventor. Todos se beneficiam com a capacidade de associar tecnologia à criatividade. Nós, enquanto empresa provedora de tecnologia, seguimos apoiando essa jornada, conectando fluxos de trabalho e processos para impulsionar novas formas de criar por meio de modernas soluções.

Um exemplo é o Autodesk Fusion 360: uma plataforma de software de modelagem 3D, CAD, CAM, CAE e PCB, na nuvem, para projeto e manufatura de produtos. Somos privilegiados por promover esses avanços, acompanhar e incentivar a Cultura Maker, e acreditamos que a criatividade e o ‘espírito inventor’ pode e deve ser incentivado desde cedo.

Pensando nisso, temos também uma solução online chamada Tinkercad, que roda em qualquer computador e cuja interface foi pensada para usuários iniciantes e crianças.
Ao mergulhar nesse universo, para entender quem são os “profissionais artistas” que fazem tudo isso acontecer, me surpreendi. Trata-se de uma tendência que está revolucionando a forma em que projetos são pensados e executados, e vi coisas incríveis!

Criação de brinquedo inclusivo projetado por estudantes, carros elétricos, projetos para a mobilidade inclusiva, residência impressa, próteses, implantes médicos ,entre tantos outros projetos criativos. Mais que criar soluções novas para problemas antigos, vemos pessoas inventando modelos de negócios a partir da filosofia do “Faça Você Mesmo”.

Soube recentemente de um empreendedor em São Paulo, cujo negócio é personalizar motos. Para que seu trabalho estivesse acessível a qualquer entusiasta das duas rodas, ele criou um kit de personalização em escala industrial para poder atender essa demanda. Tudo projetado no Fusion 360 e impresso em 3D. Tudo leva a crer que o futuro será ainda mais promissor e as novas gerações terão esta revolução tecnológica como parte integrante de seu dia a dia.

E a prova disso são os FabLabs que já estão implantados em escolas. Isso sem dúvida será determinante para que a próxima geração seja estimulada à criatividade, a partir dela ao empreendedorismo, trazendo conceitos abstratos para o plano concreto, e literalmente ‘inventando’ um mundo melhor.

(*) – É Presidente da Autodesk Brasil (www.autodesk.com.br).