213 views 5 mins

Otimizar o varejo: uma necessidade a ser atendida com tecnologia 3D

em Negócios
sexta-feira, 22 de dezembro de 2023

Varejo e modelagem 3D têm uma relação essencial e muito mais próxima do que pode parecer. O aproveitamento dos espaços, a localização dos móveis e até a harmonia no design dos espaços são fatores que ajudam a desencadear uma melhor experiência do usuário e, consequentemente, aumentos significativos nas vendas. A relevância dessa relação aumenta com a chegada do final do ano, durante os descontos de Natal que captam a atenção de milhões de brasileiros prontos para comprar.

Mas atenção, o comportamento de compra não é o mesmo que há alguns anos: dados do Ecommerce Trends 2023 revelam que 64% dos consumidores optam por compras online. Esse movimento acompanha uma série de mudanças pós-pandemia, que gerou consumidores mais exigentes e que buscam por rapidez e eficiência. Para os varejistas, esse cenário pode parecer assustador, mas a pesquisa também aponta que 39% dos entrevistados relatam gostar de comprar presencialmente.

Isso ocorre porque muitos usuários, apesar das vantagens das compras online, não perdem o gosto por experimentar os produtos pessoalmente, verificar a qualidade e a confecção das mercadorias, comparar modelos e lidar com vendedores cara a cara para obter melhores orientações. Por isso, para as marcas se manterem competitivas, a eficácia e a fluidez na experiência física devem estar em um nível tão alto quanto a da loja online, e espaços reduzidos, filas longas e expositores desconfortáveis não contribuem para esse fim.

. Do clique ao corredor: como aumentar a magia das lojas físicas? – O design e a modelagem 3D surgem como uma poderosa aliada nessa jornada de otimização. Softwares como o SketchUp permitem que os designers visualizem e aprimorem a disposição dos espaços, saídas de emergência e a distribuição dos produtos antes de implementar fisicamente qualquer modificação.

. Ao implementar soluções de design e modelagem 3D, os varejistas colhem benefícios significativos – Redução de custos operacionais: otimizar o design do espaço permite ter uma maior visibilidade sobre a quantidade de produtos que cada loja requer para manter um nível adequado de disponibilidade, resultando em uma melhoria na eficiência da cadeia de suprimentos, pois esses dados ajudam a planejar com precisão a disposição dessas mercadorias. As economias também são geradas ao ter a capacidade de realizar testes virtuais de conceitos antes da implementação física na filial.

. Impacto na experiência do cliente: esse fator não deve ser subestimado. A capacidade de oferecer ambientes de compra visualmente atraentes e bem organizados contribui diretamente para a satisfação do cliente e, em última instância, para a fidelidade à marca.

. O design e a modelagem 3D não contribuem apenas para que os espaços sejam visualmente mais atraentes, mas também eficientes, com corredores que permitem o fácil trânsito dos consumidores, provadores estrategicamente posicionados e expositores que proporcionam uma visão abrangente de toda a mercadoria.

. Impulso a mudanças e atualizações: as lojas não podem ser configuradas da mesma forma que na década passada. Por isso, é importante que os varejistas saibam que constantemente enfrentam a necessidade de realizar alterações na infraestrutura de seus designs e mobiliário, alterações essas que não podem demorar muito para serem implementadas.

Um exemplo é a crescente tendência de implementar quiosques de pagamento digitais ou autoatendimento, cujo mercado mundial terá um crescimento anual composto de 16,2% até 2030, segundo projeções da Fortune Business Insights. A distribuição correta desse tipo de espaço possibilitará uma redução substancial das filas, por isso, sua disposição deve ser previamente analisada usando software de design e modelagem 3D.

Em conclusão, em um mundo onde a experiência do cliente é a moeda de troca, a otimização dos espaços de varejo por meio do design e modelagem 3D torna-se um imperativo estratégico. Ao olhar para o fechamento deste ano e projetar o futuro, os varejistas que adotarem essas tecnologias estarão melhor posicionados para prosperar em um mercado em constante evolução. Fonte e mais informações: (https://trimble.com.br/).