Franquia: a importância de estudar o mercado antes de empreender

Franquia é um modelo de negócio que foi testado pelo menos uma vez, que teve resultados satisfatórios ao ponto de abrir outras unidades daquela marca. Por esse motivo, o sistema é um sucesso e muitas pessoas desejam investir no setor. Mas, como saber se seu negócio está pronto para se tornar uma franquia? Para isso, é necessário seguir um passo a passo e realizar muitos testes, para que não haja furos.

Pensando nisso, em 2014 Lucilaine Lima fundou a primeira unidade do Instituto Gourmet, rede de franquias de ensino profissionalizante em gastronomia. Na época, a rede se chamava Academia Gourmet e, com a grande busca pelos cursos e o rápido retorno financeiro, Robson Fejoli, marido da empreendedora, percebeu que o negócio poderia se tornar uma franquia de sucesso. O empresário que já possuía 4 unidades de outra rede profissionalizante, empregou sua experiência como franqueado ao criar esse modelo de negócio.

Para isso, ele contou com o auxílio de Glaucio Athayde, que já possuía mais de 10 anos de experiência como franqueador. Durante três anos, eles ficaram operando três unidades próprias em dois Estados: Espirito Santo e Rio de Janeiro. “A gente já sabia do potencial, mas queria fazer todos os testes antes, porque era a primeira vez que estávamos atuando na área de gastronomia”, conta Glaucio.

Fejoli acredita ser fundamental conhecer o mercado de franchising antes de se aventurar no modelo. “Nós conhecemos a fundo a operação, as “dores” dos franqueados, pois também temos essa experiência. Atualmente eu e meus sócios possuímos a participação de aproximadamente 20% da rede e isso ajuda muito na tomada de decisões e direcionamento de ações estratégicas para a rede”.

Depois de conhecer e estudar a Lei de Franquias é importante elaborar um projeto de expansão sólido para compreender onde a marca poderá ser inserida, após isso, é necessário formatar a operação da franquia, elaborar manuais, estabelecer a remuneração do franqueado e franqueador, taxas, royalities, etc e só assim começar o período de testes.

“Nosso negócio foi desenhado por quem viveu a operação e isso contribuiu diretamente para o sucesso da marca. Nós conhecemos todos os passos, temos uma visão a longo prazo e conseguimos solucionar todos os possíveis problemas antes de replicar os modelos”, comenta Glaucio.

O Instituto Gourmet ingressou no franchising em 2017 e, desde então, segue em constante crescimento. Só no ano passado, comercializou 88 unidades e obteve um faturamento de R$ 45 milhões. Em 2020, a marca anunciou a sociedade com o Grupo SMZTO e já comercializou 125 unidades até o momento, com previsão de inaugurar mais 20 unidades até janeiro de 2021. “Nossa meta é chegar a 300 unidades em até 3 anos, atingindo todos os Estados Brasileiros e continuar transformando vidas em escala”, finaliza Fejoli. Fonte e mais informações: (https://institutogourmet.com/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap