70 views 2 mins

João Santana: Cardozo é ‘cínico’ ao negar caixa 2

em Manchete
quarta-feira, 17 de maio de 2017
AFP

AFP

Marqueteiro João Santana.

São Paulo – O marqueteiro de campanhas eleitorais do PT João Santana divulgou nota ontem (17), em que afirma que o ex-ministro José Eduardo Cardozo diz de forma “cínica” que não houve caixa 2 nas campanhas de 2010 e 2014. O marqueteiro trabalhou nas campanhas eleitoral de Dilma Rousseff à Presidência nos dois anos.
“O advogado Cardoso insiste também na versão surrada expressa a mim, desde 2015, pela presidente Dilma, de que o ‘altíssimo custo’ oficial da campanha seria uma prova vigorosa de que não houvera ‘pagamentos não contabilizados’. Este argumento não se sustenta para qualquer pessoa que conheça os altos custos e a realidade interna das campanhas”, afirma.
“De forma cínica diz que não houve caixa dois nas campanhas de 2010 e 2014. Pra cima de mim, José Eduardo?” Segundo o marqueteiro, “as únicas vezes” que mentiu sobre a presidente Dilma “foi para defendê-la”. “E isso já faz algum tempo”, pontuou. “Jamais para acusá-la. Lamento por tudo que ela, Mônica e eu estamos passando. A vida nos impõe momentos e verdades cruéis.”
João Santana negou ainda haver contradição em sua delação premiada. O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, apontado pela empresária Mônica Moura, mulher de Santana, como responsável por ter informado à presidente cassada Dilma Rousseff sobre a prisão da empresária e do ex-marqueteiro do PT João Santana, disse que as delações do casal apresentam contradições que desacreditam o depoimento (AE).