72 views 3 mins

Bolsonaro: União entre Executivo e Legislativo é chave para sucesso

em Manchete
quarta-feira, 03 de julho de 2019
Bolsonaro temporario

Bolsonaro temporario

Bolsonaro, o vice Hamilton Mourão e o governador de São Paulo, João Doria, na solenidade no Comando Militar do Sudeste.

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse ontem (3) que a união entre Executivo e Legislativo é a chave para o sucesso do Brasil. E que os dois Poderes devem dar exemplo e construir um país melhor para todos. As declarações foram feitas durante a cerimônia no Comando Militar do Sudeste. Bolsonaro iniciou o discurso com agradecimentos: “Obrigado parlamentares, deputados e senadores, que entendem, assim como o Executivo, que a nossa união é a chave do sucesso do nosso Brasil”.
Segundo Bolsonaro, o Executivo e o Legislativo não precisam de pacto assinado no papel. “O que podemos fazer com a nossa união é um Brasil melhor para todos. Isso tem que sair do papel, tem que sair do discurso fácil de político. Nós temos que dar exemplo, Executivo e Legislativo. E daremos exemplo, para o Brasil realmente chegar ao local dos sonhos de todos nós”.
Bolsonaro disse também que o povo brasileiro é mais importante que qualquer instituição nacional e que ele deve lealdade absoluta somente à população. Ao se dirigir aos militares, o presidente fez uma referência à reforma da Previdência, afirmando que é necessário “sacrifício” de todos para colher bons resultados no futuro. “Fiquem tranquilos, meus colegas das forças auxiliares, o sacrifício tem que ser dividido para todos, para que possamos colher os frutos lá na frente”.
Bolsonaro citou a recente viagem ao Japão e disse que o governo brasileiro demonstrou que o país é independente e tem autonomia. “É um país que não será subjugado ou tutelado por quem quer que seja”.
Ele voltou a comemorar o acordo entre o Mercosul e a UE e disse que isso iria ocorrer quando o “grande bloco da América do Sul não mais se pautasse pelo viés ideológico e, sim, pelo viés do livre comércio”.
A cerimônia marcou a passagem do Comando Militar do Sudeste para o general Marcos Antonio Amaro dos Santos, que substitui o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, que assumiu o cargo de ministro na Secretaria de Governo da Presidência (ABr).